Governo à espera da AR para retomar publicação de subvenções vitalícias

Ministério do Trabalho diz aguardar medida legislativa a aprovar pelo Parlamento para voltar a divulgar as listas dos beneficiários.

O Governo disse esta terça-feira que voltará a publicar "de imediato" a lista dos beneficiários de subvenções mensais vitalícias assim que a Assembleia da República aprovar a norma que estabeleça essa obrigatoriedade.

Esta posição consta de um esclarecimento enviado às redações na sequência da notícia do Jornal de Negócios intitulada "Governo suspende lista de subvenções vitalícias", onde advogados ouvidos pela publicação "consideram que as novas regras não justificam uma mudança de posição" como a adotada pela Caixa Geral de Aposentações (CGA).

O Ministério do Trabalho lembrou ter tido a iniciativa de começar a divulgar aqueles nomes através da CGA em agosto de 2016 e que esta instituição suspendeu a publicação com o novo Regulamento Geral de Proteção de Dados e "até que fosse criado um novo enquadramento legal".

A nota do gabinete do ministro Vieira da Silva referiu ainda que a própria Comissão Nacional de Proteção de Dados, conforme o próprio jornal escreveu, validou a decisão da CGA de aguardar pela norma legislativa que preveja expressamente a obrigatoridade dessa publicação.

Ler mais

Exclusivos

Premium

nuno camarneiro

Uma aldeia no centro da cidade

Os vizinhos conhecem-se pelos nomes, cultivam hortas e jardins comunitários, trocam móveis a que já não dão uso, organizam almoços, jogos de futebol e até magustos, como aconteceu no sábado passado. Não estou a descrever uma aldeia do Minho ou da Beira Baixa, tampouco uma comunidade hippie perdida na serra da Lousã, tudo isto acontece em plena Lisboa, numa rua com escadinhas que pertence ao Bairro dos Anjos.

Premium

Rui Pedro Tendinha

O João. Outra vez, o João Salaviza...

Foi neste fim de semana. Um fim de semana em que o cinema português foi notícia e ninguém reparou. Entre ex-presidentes de futebol a serem presos e desmentidos de fake news, parece que a vitória de Chuva É Cantoria na Aldeia dos Mortos, de Renée Nader Messora e João Salaviza, no Festival do Rio, e o anúncio da nomeação de Diamantino, de Daniel Schmidt e Gabriel Abrantes, nos European Film Awards, não deixou o espaço mediático curioso.