Francisco Louçã. "A política suja está por todo o lado e é o medo"

"Até ao infinito e mais além" foi o conselho de Louçã a Catarina Martins

Francisco Louçã, fundador e antigo coordenador do Bloco da Esquerda, subiu ao palco da XI Convenção do partido para apontar o dedo às fake news, uma realidade que existe há "quase 200 anos", mas que se transformou hoje numa "indústria", que tem criado "profetas" como Bolsonaro, Trump e Salvini.

"Os rufias tomaram conta da direita e são aplaudidos pelos milionários", afirmou o antigo líder bloquista, defendendo que "agora, a política suja está por todo o lado e é o medo". E, perante este cenário, argumenta, a resposta do Bloco de Esquerda tem sido e deve ser "segurança".

"O BE é a segurança no cumprimento dos compromissos. Cumprimos e queremos fazer cumprir", é a "segurança contra este imenso e insidioso partido da corrupção, que vai dos submarinos aos vistos gold, passando pelas parcerias público-privadas"- "chamem-nos moralistas" - a "segurança contra o ódio" num quadro em que a "União Europeia se desfaz em ódio" e a "austeridade é o ódio contra quem trabalha".

E acabou a citar Toy Story - que viu recentemente com as netas - para se dirigir à coordenadora bloquista, Catarina Martins :"Até ao infinito e mais além" (mas ressalvando que o Bloco é um bocadinho mais modesto).

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG