Ferro saúda "coragem e determinação" de João Lourenço

Presidente angolano foi recebido na Assembleia da República.

Ferro Rodrigues não fez nenhuma referência explícita ao conflito que opõe João Lourenço à anterior nomenclatura, liderada pelo ex-Presidente José Eduardo dos Santos, mas não deixou de "saudar "pessoalmente" o PR angolano pela sua "coragem e determinação" em "afirmar em Angola um Estado de Democrático de Direito".

Sendo o primeiro a discursar na sessão parlamentar solene que recebeu o PR angolano, o presidente da Assembleia da República desejou a João Lourenço "as maiores felicidades".

Ferro Rodrigues aproveitou a oportunidade para agradecer o apoio de Angola à eleição de António Guterres para secretário-geral da ONU e para a vitória de António Vitorino na OIM (Organização Internacional das Migrações).

O presidente da AR falou da "tão bem sucedida" visita recente de António Costa a Angola e disse que entre Angola e Portugal "há muito onde podemos e devemos e trabalhar em conjunto". Recordou, neste contexto, que há 135 mil portugueses em Angola e 17 mil angolanos em Portugal.

Sublinhou, por outro lado, o património comum entre os dois países que é o da língua portuguesa. Esse é "um outro laço que nos congrega", desde a "literatura de Agostinho Neto, de José Luandino Vieira (prémio Caões em 2006), de José Eduardo Agualusa, de Pepetela, mas também a que circula nos meios de comunicação social, faz com que as sete horas de Lisboa a Luanda sejam segundos na internet".

Ferro Rodrigues fez ainda questão de dizer que Portugal apoia Luanda para sede do secretariado da assembleia parlamentar da CPLP.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG