"Defesa perdeu um homem de causas" com a morte de José Arruda

Ministro da Defesa publicou mensagem de pesar pela morte do presidente da Associação dos Deficientes das Forças Armadas.

O ministro José Gomes Cravinho disse este sábado que, com a morte de José Arruda, "a Defesa Nacional perdeu hoje um homem de causas, combativo, um líder com um grande sentido de dever, de lealdade e de camaradagem, um exemplo inspirador de cidadania".

"O comendador José Arruda era uma referência incontornável para a Defesa Nacional e para a sociedade portuguesa. A sua liderança da Associação de Deficientes das Forças Armadas merece o reconhecimento e a admiração de todo o País, e perdurará na memória de todos", indicou João Gomes Cravinho.

"Com o desaparecimento do comendador Arruda a Defesa Nacional e toda a sociedade portuguesa ficaram mais pobres", concluiu o ministro da Defesa.

João Gomes Cravinho presidiu na última segunda-feira às cerimónias do 45º aniversário da ADFA, de que José Arruda foi fundador e a que presidiu durante muitos anos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG