Angola garante pagamento integral às empresas portuguesas "a qualquer momento"

O presidente de Angola, João Lourenço, garantiu hoje que "a qualquer momento" será liquidada toda a dívida às empresas portuguesas - que ascende, no valor já certificado por Angola, a 270 milhões de euros. O chefe do Estado angolano lembrou que está a decorrer esse processo de certificação das dívidas, e que uma parte está já paga, embora não esteja ainda integralmente liquidada.

João Lourenço respondia a perguntas dos jornalistas, ao lado do primeiro-ministro português, António Costa, no final da cerimónia de assinatura de 13 acordos de cooperação entre Portugal e Angola, que decorreu este sexta-feira no Palácio da Bolsa, no Porto, e que abrange áreas como a justiça, formação de pessoal docente, engenharia, turismo, cultura, reinserção social, medicina legal, saúde, ciência, inovação e ambiente.

Na manhã de hoje, o ministro das Finanças de Angola tinha já avançado à agência Lusa que o processo de certificação das dívidas do Estado angolano ao setor empresarial abrange 24 empresas portuguesas e que há 270 milhões de euros de dívidas confirmadas. O ministro acrescentou que o processo de certificação continua em curso - "as reclamações prosseguem".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG