André Ventura: "Custa assim tanto a Ferro Rodrigues pedir desculpa?"

O deputado único do Chega voltou a exigir um pedido de desculpa do presidente da Assembleia da República, Ferro Rodrigues, na sequência do episódio da repreensão por usar em demasia a palavra 'vergonha' no hemiciclo.

"Nós achamos que temos razão. Acho que a maior parte do país acha que temos razão. Não queremos eternizar o conflito. Eu, como comentador televisivo e político, várias vezes me excedi. O que fiz? Pedi desculpa. Voltamos à mesma, temos uma legislatura para trabalhar. Custa assim tanto pedir desculpa? Eu já pedi várias vezes. Acho que não é pedir muito para uma situação como esta. Não tem de ser em público. Pode ser em privado. Pode ser chamar-nos e normalizarmos as relações, olharmos para a frente", afirmou André Ventura.

O deputado respondia a perguntas dos jornalistas após audiência no Palácio de Belém com o Presidente da República sobre a proposta governamental de Orçamento do Estado para 2020 (OE2020), que foi entregue na segunda-feira na Assembleia da República.

Quanto Ventura se sentou para o encontro, Marcelo Rebelo de Sousa fez um comentário jocoso, aludindo à recente polémica com Ferro Rodrigues. O chefe de Estado comentou que pretendia dar um passeio após o encontro, porque estava bom tempo, mas, infelizmente, as condições atmosféricas alteraram-se, algo que descreveu como "uma vergonha", a mesma expressão usada pelo líder do Chega no parlamento e que foi criticada por Ferro. Ventura respondeu, entre gargalhadas, que era o que ele próprio diria.

"Não quero transmitir nada que tenha sido parte da conversa com o Presidente da República porque entendo que as instituições merecem esse respeito. Posso dizer que temos visões diferentes do que aconteceu. Acho que isso não é revelador de absolutamente nada do que tenha sido dito no meu enorme respeito pelo Presidente da República", disse Ventura.

Segundo o parlamentar do Chega, é intenção do seu partido que o conflito com a segunda figura do Estado português "não se eternize nem agudize".

"Amanhã, temos novas declarações políticas na Assembleia da República e vocês têm mais que fazer do que estar sempre a tratar da questão se Ferro Rodrigues me vai repreender ou se eu vou ficar chateado com a repreensão. A solução não passa só por mim, passa por Ferro Rodrigues dar um passo nesse sentido", continuou.

André Ventura lamentou ainda declarações de Ferro Rodrigues, na quinta-feira, horas depois de os dois se terem desentendido, afirmando que "isto tem de ser travado a tempo".

"Nós não somos 'isto', somos um partido com representação parlamentar. Os únicos que me podem travar estão lá fora e são os portugueses, não é o presidente da Assembleia da República", concluiu o representante do Chega.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG