William deixa cargo de piloto de helicópteros-ambulância

Duque de Cambridge vai deixar de trabalhar na East Anglian Air Ambulance, depois de dois anos a pilotar helicópteros-ambulância, para dedicar mais tempo à família e aos deveres do Palácio de Kensington

Depois de dois anos a trabalhar como piloto de helicópteros-ambulância na East Anglian Air Ambulance, o Príncipe William já avisou que irá deixar o cargo em breve, para se concentrar por completo nos deveres da família real britânica, mas também para passar mais tempo com a mulher, Kate Middleton, e os dois filhos, George e Charlotte.

Em comunicado, citado pelo E! News, o segundo na linha de sucessão ao trono frisou: "Tem sido um enorme privilégio poder voar com a East Anglian Air Ambulance. Depois do tempo que passei nas Forças Armadas, ganhei experiências com este trabalho que vou recordar para o resto da vida, e que vão acrescentar uma valiosa perspetiva aos meus deveres reais nas próximas décadas. Adorei fazer parte de uma equipa de talentosos profissionais que salvam vidas todos os dias", revelou William.

A nova etapa na vida do príncipe surge num ano em que os Duques de Cambridge se preparam para passar mais tempo em Londres e menos em Norfolk, onde residem com os dois filhos. O facto de o Príncipe George começar a escola em setembro próximo poderá ter pesado na decisão.

"William e Kate querem aumentar o trabalho oficial ao serviço da Rainha Isabel II e das causas solidárias que apoiam, o que irá obrigar William a passar mais tempo em Londres", explicou o Palácio de Kensington num comunicado.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG