Virgul em tribunal por ter agredido militar da GNR

Cantor terá reagido mal quando os militares da GNR tentaram acabar com os peões que o condutor do carro onde seguia estava a fazer

O músico Virgul foi detido na manhã de ontem, na sequência de um desacato com militares da GNR. O artista foi presente a tribunal, ontem à tarde, e deverá ser julgado em processo sumário, no final do mês.

O incidente terá acontecido por volta das 07.00 desta quarta-feira, descreve o Jornal de Notícias. Virgul era um dos passageiros de um carro que estaria a fazer peões no parque de estacionamento de uma discoteca, em Vilamoura. A patrulha da GNR que se encontrava no local abordou o condutor do carro que terá acatado a ordem. O cantor, no entanto, não terá reagido bem à ordem dos militares.

Virgul terá saído do carro a ameaçar e ofender os elementos da GNR. Foi sujeito a uma revista sumária e terá sido nesse momento que deu uma cotovelada num dos militares. O militar agredido será, segundo o JN, Hugo Ernano, que está destacado no Algarve para o reforço de verão. Hugo Ernano voltou à GNR há um ano, depois de ter estado suspenso por oito meses na sequência da condenação pela morte a tiro de um rapaz de 13 anos, que seguia numa carrinha conduzida pelo pai após um assalto, em 2008.

Virgul foi ouvido no Tribunal de Loulé e até ser julgado fica apenas sujeito a termo de identidade e residência.

Exclusivos