Última missão de William. Mulher resgatada pelo príncipe morreu

Más notícias marcam aquele que foi o último turno como piloto de ambulância aérea

O último turno do príncipe William de Inglaterra como piloto de ambulância aérea fica marcado pela morte de uma mulher resgatada com ferimentos graves depois de ser atropelada pela polícia.

A vítima, com cerca de 50 anos, morreu este sábado de manhã, dois dias depois do atropelamento trágico por uma carro da polícia que a procurava.

A mulher tinha sido dada como desaparecida e um carro-patrulha iniciou as buscas. Cerca das 22:20 de quinta-feira, a viatura atropelou acidentalmente a mulher, que ficou em estado considerado grave. O príncipe William pilotou o helicóptero cuja equipa médica prestou os primeiros socorros à vítima antes de a transportar para o hospital, naquele que foi o seu último turno neste trabalho.

O segundo na linha de sucessão ao trono britânico esteve nos últimos dois anos ao serviço da organização de solidariedade East Anglian Air Ambulance, com a missão de transportar equipas médicas para emergências.

As autoridades deram iniciou a uma investigação.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG