Shia Labeouf detido em protesto contra Trump

O ator de 30 anos foi levado pela polícia após ter, alegadamente, agredido uma pessoa

O ator norte-americano Shia Labeouf foi detido em Nova Iorque, na quarta-feira à noite, junto à instalação artística que inaugurou no dia da toma de posse de Donald Trump, chamada "He Will Not Divide Us" (Ele não vai dividir-nos).

O ator de 30 anos foi levado pela polícia após ter, alegadamente, agredido uma pessoa com quem se envolveu numa discussão política. Uma conta de Twitter ligada ao protesto mostra um vídeo do ator a empurrar um homem que disse para a câmara que Hitler não tinha feito nada de mal.

O projeto "He Will Not Divide Us" consiste numa câmara montada na rua em Queens, Nova Iorque. Quem passa é convidado a ficar o tempo que quiser em frente à câmara a repetir o mantra "Ele não vai dividir-nos" ou outra mensagem que ache relevante. O objetivo é que a câmara fique na rua durante os próximos quatro anos de mandato de Trump. Shia LaBeouf tem sido uma presença frequente, ainda que não constante.

Tecnicamente, o projeto não é de oposição a Donald Trump, disse o ator em declarações à Associated Press na segunda-feira. "Somos anti-divisão. Toda a gente está convidada. Só estou a dizer 'sejam simpáticos uns para os outros'", afirmou.

Shia LaBeouf, de 30 anos, é conhecido pela sua participação em filmes como a saga "Transformers" e "Ninfomaníaca".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG