Sharon Stone pede ajuda a Obama para libertar preso político na Venezuela

A atriz norte-americana esteve na gala Paz, Segurança e Justiça 2016, que se realizou na Holanda

A atriz norte-americana Sharon Stone foi uma das convidadas da gala Paz, Segurança e Justiça 2016, que se realizou na Holanda, e aproveitou o momento para pedir a ajuda de Barack Obama na "libertação imediata de Leopoldo López", preso político na Venezuela.

Ao lado de Lilian Tintori, mulher de López - líder do partido Vontade Popular acusado e condenado, em finais de 2015, a 14 anos de prisão por incitar à violência nos protestos de 2014 -, Sharon Stone chamou assim a atenção para a situação política e social vivida no país sul-americano.

Também Tintori discursou, depois de ter recebido uma distinção pelo seu trabalho enquanto ativista e defensora da liberdade dos presos políticos. "Esta distinção pela paz, justiça e segurança, levo-a para o meu país, onde hoje não há nenhuma dessas coisas. A vida trouxe-me a responsabilidade de defender os mais necessitados, a ver de perto as maiores violações dos direitos mais básicos bem como crimes contra a humanidade, e todos os dias acordo com o sentimento que devo denunciar estas calamidades para que nunca mais aconteçam nem na Venezuela, nem em qualquer outra parte do mundo", refletiu.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG