Morreu Carmen Franco, filha única do ditador espanhol

Partiu em casa, aos 91 anos, rodeada de familiares e amigos

Morreu esta madrugada, em Madrid, aos 91 anos, informou o seu neto Alfonso de Borbón. Carmen Franco era a única filha de Francisco Franco, que governou Espanha entre 1939 e 1975.

Mãe de sete filhos, tinha anunciado no verão que sofria de cancro em fase terminal. A morte foi também confirmada pela jornalista Nieves Herrero, que recentemente terminou de escrever uma biografia de Carmen Franco, de acordo com o El País.

Horas antes da sua morte, uma das filhas, Carmen Martínez Bordiú, confirmou à imprensa espanhola o agravamento do estado de saúde da mãe. Desde quinta-feira de manhã que familiares e amigos se dirigiram a casa de Carmen Franco, em Barcelona, para se despedirem da matriarca.

Carmen foi casada com o aristocrata e cirurgião Marquês Cristobel de Villaverde com quem teve sete filhos. Viveu a vida inteira à sombra do pai, e procurou sempre proteger o legado de Franco. Era portadora do DNI (equivalente ao Cartão de Cidadão) número 3. O número 2 era o da sua mãe e o número 1 pertencia ao seu pai, Francisco Franco.

Exclusivos