Michael Jackson lidera top das celebridades mortas mais valiosas da Forbes

Cinco anos após a sua morte, o "rei da pop" Michael Jackson continua a gerar receitas elevadas, estando no primeiro lugar do ranking da Forbes das celebridades mortas mais valiosas.

O artista de 'Thriller' gerou, no último ano, uma receita de 140 milhões de dólares (109,5 milhões de euros), segundo a Forbes, mais do dobro de Elvis Presley, o segundo lugar neste ranking.

Elvis, que morreu em 1977, gerou 55 milhões de dólares (43 milhões de euros) de receitas. Em terceiro lugar surge Charles Shulz, o criador das tiras de BD Peanuts (com Snoopy e Charlie Brown), que "valeu" 40 milhões de dólares (31,3 milhões de euros).

Este é o segundo ano consecutivo que Jackson fica no topo deste ranking da revista norte-americana. E desde que morreu, em 2009, apenas foi destronado por Elizabeth Taylor, em 2012.

A ajudar a esta receita de Jackson está o álbum póstumo "Xscape", que no ano passado entrou diretamente para o segundo lugar nos tops norte-americanos, eventos especiais como a sua "aparição" em holograma nos Billboard Music Awards, bem como dois espetáculos do Cirque du Soleil inspirados na sua vida e obra - "Immortal" e "One".

Nos lugares seguintes do top surgem a atriz Elizabeth Taylor, o músico Bob Marley, a atriz Marilyn Monroe, o músico John Lennon e o cientista Albert Einstein.

Empatados em 9.º lugar, todos com 9 milhões de dólares (7 milhões de euros), ficaram o escritor Theodor "Dr. Seuss" Geisel, os atores Bruce Lee e Steve McQueen, e a modelo Bettie Page.

A fechar o 'top 10' está o ator James Dean (7 milhões de dólares/5,4 milhões de euros).

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG