Justin Bieber diz "não" a Trump

Justin Bieber terá recusado cinco milhões de dólares para atuar num local próximo da Quicken Loans Arena, que acolheu a convenção do partido republicano norte-americano.

Justin Bieber não quer ter nada ae ver com Donald Trump e recusou uma proposta de cinco milhões de dólares para atuar num local próximo da Quickens Loans Arena, em Cleveland, que acolheu a convenção do Partido Republicano.

A informação foi avançada pelo TMZ que adianta que o cantor recusou a proposta de um concerto de 45 minutos depois de o seu agente, Scooter Braun, ter considerado despedir-se caso Bieber aceitasse o convite. LeBron James, a estrela da NBA, também pediu a Justin que não assinasse o contrato.

A entidade que tentou contactar e contratar Justin Bieber assegurou que o evento em que iria atuar não tinha quaisquer filiações políticas e que o cantor só tinha de atuar num local próximo da Quicken Loans Arena, onde a convenção republicana estaria a decorrer.

O dinheiro em questão, segundo o contrato, era financiado por partidários republicanos e seria pago mesmo antes do espetáculo. O contrato cobriria também despesas de produção.

Se Justin Bieber aceitasse fazer o espetáculo, arrecadaria cinco milhões de dólares, o maior contrato que alguma vez teria assinado. Recorde-se que Scooter Braun, o agente do jovem, já frisou publicamente ser apoiante de Hillary Clinton.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG