Jessica Athayde responde a críticas ao seu físico

Depois de ter participado na Moda Lisboa, desfilando em fato-de-banho, Jessica Athayde viu surgir na internet inúmeras críticas ao seu corpo. Agora, reage num post no seu blog.

Jessica Athayde abriu o desfile da Companhia Marítima. Foi no segundo dia da ModaLisboa que a atriz desfilou em fato-de-banho.

Na Internet, foi alvo de inúmeras críticas ao seu físico após o desfile. Um grupo de bloggers disse mesmo num post: "Jessica: se queres desfilar em beachwear, faz mais abdominais e controlo nesses hidratos de carbono."

Jessica Athayde opta por responder através de um post no seu blog, no qual diz gostar do seu corpo e sentir-se segura. Quer, no entanto, responder, não por si mas pela "quantidade de mulheres menos seguras, de todas as idades, mais ou menos felizes, magras, gordas, altas, baixas [que] sofrem este tipo de perseguição todos os dias."

Para Athayde, vivemos uma "ditadura de imagem imposta." A atriz sublinha na sua mensagem que as mulheres devem apoiar-se umas às outras contra este tipo de abuso baseado no físico, apontando que a maior parte dos comentários abusivos que recebeu vinham de mulheres.

"Cada mulher é um mundo muito para além do corpo que a recebe," diz. "Apoiem-se, defendam-se. Não permitam olhares redutores sobre aquilo que somos."

Exclusivos

Premium

EUA

Elizabeth Warren tem um plano

Donald Trump continua com níveis baixos de aprovação nacional, mas capacidade muito elevada de manter a fidelidade republicana. A oportunidade para travar a reeleição do mais bizarro presidente que a história recente da América revelou existe: entre 55% e 60% dos eleitores garantem que Trump não merece segundo mandato. A chave está em saber se os democratas vão ser capazes de mobilizar para as urnas essa maioria anti-Trump que, para já, é só virtual. Em tempos normais, o centrismo experiente de Joe Biden seria a escolha mais avisada. Mas os EUA não vivem tempos normais. Kennedy apontou para a Lua e alimentava o "sonho americano". Obama oferecia a garantia de que ainda era possível acreditar nisso (yes we can). Elizabeth Warren pode não ter ambições tão inspiradoras - mas tem um plano. E esse plano da senadora corajosa e frontal do Massachusetts pode mesmo ser a maior ameaça a Donald Trump.