Há um novo busto de Cristiano Ronaldo no Aeroporto da Madeira

A escultura é mais parecida com o jogador madeirense e substitui o busto anterior.

Há um novo busto de Cristiano Ronaldo no Aeroporto da Madeira. Depois das muitas críticas feitas ao antigo busto, que tinha poucas semelhanças com o jogador madeirense, um novo busto apareceu no seu local, segundo informou o Diário de Notícias da Madeira.

Segundo o jornal conseguiu apurar, o novo busto foi colocado ali na madrugada de quinta para sexta-feira e será de autoria de um artista espanhol. O DNMadeira contactou Duarte Ferreira, diretor do Aeroporto da Madeira, que disse não ter conhecimento desta substituição.

O Jornal da Madeira entrou em contacto com o autor do antigo busto de Cristiano Ronaldo, o escultor Emanuel Santos, que se disse "completamente estupefacto" com a alteração do busto, decisão sobre a qual não foi informado. "É uma novidade que me está a dar agora. Mas fiquei curioso e daqui a pouco passo lá para ver", comentou.

Recorde-se que o primeiro busto de Ronaldo foi inaugurado em março de 2017 e foi uma iniciativa do próprio autor, na altura com 40 anos. No entanto, logo foi alvo de chacota por toda a internet devido à expressão artificial do jogador. "É impossível agradar a gregos e troianos. Nem Jesus agradou a todos. Isso é questão de gosto, não é tão simples como parece", reagiu Emanuel Santos. "Já vi obras de grandes artistas que seguem esse parâmetro. O que interessa é o impacto que essa obra gerou."

Em março deste ano, o site Bleacher Report Football resolveu dar-lhe uma segunda oportunidade para tentar melhorar a primeira versão. O madeirense Emanuel Santos aceitou o desafio. No entanto, este novo busto não é da sua autoria.

Ler mais

Exclusivos

Adolfo Mesquita Nunes

Premium Derrotar Le Pen

Marine Le Pen não cativou mais de dez milhões de franceses, nem alguns milhões mais pela Europa fora, por ter sido estrela de conferências ou por ser visita das elites intelectuais, sociais ou económicas. Pelo contrário, Le Pen seduz milhões de pessoas por ter sido excluída desse mundo: é nesse pressuposto, com essa medalha, que consegue chegar a todos aqueles que, na sequência de uma crise internacional e na vertigem de uma nova economia digital, se sentem excluídos, a ficar para trás, sem oportunidades.

João Taborda da Gama

Premium Temos tempo

Achamos que temos tempo mas tempo é a única coisa que não temos. E o tempo muda a relação que temos com o tempo. Começamos por não querer dormir, passamos a só querer dormir, e por fim a não conseguir dormir ou simplesmente a não dormir, antes de passarmos o resto do tempo a dormir, a dormir com os peixes. A última fase pode conjugar noites claras e tardes escuras, longas sestas de dia com um dormitar de noite. Disse-me um dia o meu barbeiro que os velhotes passam a noite acordados para não morrerem de noite, e se ele disse é porque é.