Brad Pitt volta a promover filme na China 20 anos após "Sete Anos no Tibete"

O ator esteve em Xangai para uma sessão de autógrafos e um encontro com a imprensa

O ator norte-americano Brad Pitt realizou na segunda-feira a sua primeira ação de promoção na China depois de ter alegadamente sido proibido de entrar no país há 20 anos, devido ao filme "Sete anos no Tibete".

Brand Pitt esteve em Xangai para uma sessão de autógrafos e um encontro com a imprensa, segundo os jornais locais.

O Governo chinês terá alegadamente banido o ator, devido ao filme "Sete anos no Tibete", de 1997, sobre a amizade entre um explorador austríaco e o jovem Dalai Lama, que retrata a intervenção militar chinesa naquela região dos Himalaias, em 1950.

Durante o evento em Xangai, apenas o organizador teve direito a fazer perguntas, todas sobre o mais recente filme do ator, "Allied", que estreia na China a 23 de novembro.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG