TVI condenada a pagar 20 mil euros a Robert Murat por lhe chamar "pedófilo"

Murat já recebeu uma indemnização de mais de 700 mil euros de vários órgãos de comunicação social britânicos.

O Supremo Tribunal de Justiça condenou a TVI a pagar 20 mil euros de indemnização a Robert Murat, por se ter referido ao britânico como "pedófilo" e que Murat frequentava "sites pedófilos".

Murat chegou a ser arguido no caso do desaparecimento de Madeleine McCann, a menina inglesa de 4 anos que desapareceu na Praia da Luz, no Algarve, quando passava férias com os pais, mas por pouco tempo.

O Supremo evidencia a "gravidade dos danos não patrimoniais causados", considerando que "o facto de os mesmos não serem exclusivamente atribuíveis aos réus não os exime da sua responsabilidade, apenas relevando para a quantificação da indemnização" - isto porque nalgumas situações as referências foram feitas em revistas de imprensa.

Os juízes deram como provado que o britânico, que vivia no Algarve, "ficou sem trabalho e dependente economicamente da sua mãe" e "era apontado e incomodado sempre que saía à rua", tendo mesmo recebido "ameaças dirigidas a si e aos seus familiares".

Murat já recebeu uma indemnização de mais de 700 mil euros de vários órgãos de comunicação social britânicos.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG