Tiroteio no centro histórico de Viena faz um morto e um ferido

Investigação policial abrange toda a capital da Áustria na sequência do ataque num conhecido restaurante de Viena.

Pelo menos uma pessoa morreu e outra ficou ferida num tiroteio ocorrido esta sexta-feira no centro histórico de Viena, indicaram as autoridades locais.

Na rede social Twitter, a polícia austríaca informou que pelo menos duas pessoas tinham sido encontradas com ferimentos de bala na zona da praça de Lugeck, no centro de Viena, sem avançar qualquer informação sobre a identidade das vítimas.

As vítimas foram encontradas por volta das 13:30 hora local (12:30 hora de Lisboa).

Momentos depois, e citando os serviços de emergência, a agência noticiosa austríaca confirmou a existência de um morto e de um ferido grave.

A zona do incidente encontra-se fechada.

A polícia informou ainda que está em curso uma investigação sobre o tiroteio em toda a cidade, acrescentando, no entanto, que a situação não apresenta neste momento qualquer perigo "para as pessoas que não estejam envolvidas".

Vários 'media' internacionais estão a referir que o tiroteio ocorreu num restaurante bastante conhecido da capital austríaca.

Exclusivos

Premium

Nuno Severiano Teixeira

"O soldado Milhões é um símbolo da capacidade heroica" portuguesa

Entrevista a Nuno Severiano Teixeira, professor catedrático na Universidade Nova de Lisboa e antigo ministro da Defesa. O autor de The Portuguese at War, um livro agora editado exclusivamente em Inglaterra a pedido da Sussex Academic Press, fala da história militar do país e da evolução tremenda das nossas Forças Armadas desde a chegada da democracia.

Premium

Maria Antónia de Almeida Santos

Dos pobres também reza a história

Já era tempo de a humanidade começar a atuar sem ideias preconcebidas sobre como erradicar a pobreza. A atribuição do Prémio Nobel da Economia esta semana a Esther Duflo, ao seu marido Abhijit Vinaayak Banerjee e a Michael Kremer, pela sua abordagem para reduzir a pobreza global, parece indicar que estamos finalmente nesse caminho. Logo à partida, esta escolha reforça a noção de que a pobreza é mesmo um problema global e que deve ser assumido como tal. Em seguida, ilustra a validade do experimentalismo na abordagem que se quer cada vez mais científica às questões económico-sociais. Por último, pela análise que os laureados têm feito de questões específicas e precisas, temos a demonstração da importância das políticas económico-financeiras orientadas para as pessoas.