Santa Casa da Misericórdia de Lisboa vai apoiar Raríssimas

A associação perdeu muitos donativos na sequência do escândalo que envolveu a antiga presidente

A Raríssimas - Associação Nacional de Deficiências Mentais e Raras vai contar com apoio da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa (SMCL) para dar resposta às necessidades mais urgentes e críticas com que se depara atualmente.

Em comunicado, a direção da Raríssimas diz que "tem ativamente desenvolvido esforços no sentido de procurar, junto de organismos públicos e privados, soluções que viabilizem a continuidade e consolidação dos serviços que esta instituição presta aos seus utentes".

Para a direção da Raríssimas, este apoio financeiro da SCML, que já ajudou a associação anteriormente, mostra o "reconhecimento da importância do trabalho desenvolvido junto das pessoas com doenças raras e respetivas famílias".

Para já, ainda não são conhecidos pormenores sobre o apoio que será dado à instituição. "Estão a decorrer conversações entre a Raríssimas e a Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, no sentido de estudar possíveis formas de cooperação entre as duas entidades", lê-se no comunicado.

Recorde-se que várias entidades suspenderam os apoios financeiros à Raríssimas, na sequência do escândalo com a antiga presidente, Paula Brito e Costa, e que levou à sua destituição do cargo.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG