Relatório da autópsia revela sinais agressões a Valentina

A menina de nove anos que morreu na Atouguia da Baleia terá sido vítima de violência. Os suspeitos, pai e madrasta, vão ser ouvidos no tribunal esta terça-feira.

A autópsia ao corpo de Valentina, a menina de nove anos que morreu na Atouguia da Baleia, concelho de Peniche, confirmou a existência de sinais de agressões.

A notícia é esta noite avançada pela TVI24. Segundo o canal de informação, confirma-se desta forma a teoria avançada pela Polícia Judiciária, segundo a qual a menina teria sido morta em casa na quarta-feira e, posteriormente, levada para a Serra d'El-Rei, onde o corpo foi depositado pelos suspeitos, o pai e a madrasta, que foram detidos este domingo, e aguardam agora serem presentes a um juiz, o que deverá acontecer esta terça-feira de manhã.

Aliás, o Ministério Público adiou o interrogatório no tribunal de Leiria, que estava previsto para esta segunda-feira, precisamente porque era ainda aguardado o relatório da autópsia de Valentina. Sandro Bernardo, o pai da menina, e a madrasta Márcia estão acusados de homicídio qualificado e de ocultação de cadáver, serão agora confrontados com o resultado da autópsia para desmontar a tese que defendia, segundo a qual se teria tratado de um acidente.

Valentina foi dada como desaparecida na quinta-feira de manhã, na sequência da denúncia do pai na GNR de Peniche. Após mais de dois dias e meio de buscas com mais de 600 pessoas envolvidas, a Polícia Judiciária de Leiria deteve os dois suspeitos, depois de o corpo ter sido encontrado na mata na Serra D'el Rei, onde estava coberto por arbustos.

Segundo a SIC, a menina estava vestida com um pijama quando o corpo foi encontrado, o que confirma aquilo que tinha sido relatado pelos suspeitos quando denunciaram o desaparecimento. Agora, a investigação irá procurar saber se a criança já estaria assim vestida quando foi assassinada

Durante a tarde de domingo, os dois suspeitos estiveram a reconstruir o crime com os inspetores da PJ na casa onde o alegado homicídio terá ocorrido e na mata para onde levaram o corpo de Valentina.

Refira-se que o relatório final da autópsia ainda deverá demorar mais algum tempo e que, em Portugal, o crime de homicídio qualificado pode ir até à pena máxima de 25 anos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG