Recebeu um email da PSP para ajudar numa investigação? É falso

A Polícia de Segurança Pública publicou o email na sua página de Facebook e pede a quem o recebeu que o apague.

O email é enviado como tendo partido da Polícia de Segurança Pública. Convida quem o recebe a dirigir-se à "sede nacional da polícia" para ser ouvido supostamente "em relação a uma investigação em andamento".

Os mais atentos percebem que o documento é falso: o português é de sotaque brasileiro, como se depreende na nota: "revise os documentos em anexo", mas ao sugerir que o recetor do email contacte "o seu advogado, se necessário", pode levar os mais incautos a confiarem na sua legitimidade.

A morada da PSP seria no norte do país, na Guarda. Um endereço errado.

A carta enviada por correio eletrónico é assinada ainda por um "Chief Superintendent", o que não aconteceria num documento assinado por uma polícia portuguesa.

A PSP publicou o email na sua página de Facebook e pede a quem o recebe que o apague, uma vez que é falso.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG