Fogos ativos em Paredes e Vila do Rei

Um incêndio numa zona de mato, no concelho de Paredes, distrito do Porto, está a ser combatido por 210 operacionais, apoiados por 58 veículos e sete meios aéreos, após uma "reativação forte", segundo a Proteção Civil. Em Vila do Rei combatem as chamas 173 bombeiros e 10 meios aéreos

Às 12:40, o comandante Pedro Araújo, da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC), disse à agência Lusa que este incêndio é fruto de "uma reativação forte", ocorrida cerca das 05:00 da madrugada, depois do incêndio, que deflagrou pelas 16:53 de sexta-feira, na freguesia de Recarei, ter sido dado como dominado uma hora antes, pelas 04:00 da madrugada.

Este operacional da ANEPC acrescentou que o incêndio tem três frentes ativas, consome uma área de mato e que, até ao momento, não houve habitações em risco.

"A nossa expectativa é a de poder dominar o incêndio nas próximas horas, mas vai depender da capacidade de progressão dos meios no terreno", explicou o comandante Pedro Araújo.

"Frente ativa com muita intensidade"

Mais de 170 operacionais apoiados por 42 viaturas e dez meios aéreos estão a combater um incêndio que deflagrou na manhã deste sábado em Vila de Rei, distrito de Castelo Branco, segundo a Proteção Civil.

Às 12:40, o comandante Pedro Araújo, da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC), disse à agência Lusa que o incêndio teve início pelas 11:46, numa "zona de pinhal", na localidade de Almofala, "com uma frente ativa a abrir com muita intensidade". Pelas 13:15 estão no teatro de operações 173 operacionais.

Este operacional sublinhou que até ao momento não houve habitações em risco.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG