Vento forte já provocou 145 quedas de árvores. Rajadas podem chegar aos 110km/hora

Nos distritos em que as rajadas poderão atingir os 110 quilómetros/hora (Viseu, Guarda, Castelo Branco, Coimbra) o aviso amarelo estará patente até às 18:00 de terça-feira. Uma mulher ficou gravemente ferida em Tondela, após queda de árvore

A depressão Glória provocou 150 quedas de árvores e 30 quedas de estruturas em todo o distrito de Coimbra, o mais afetado, não se registando, até às 13:00 desta segunda-feira, qualquer ferido, disse à Lusa o comandante distrital de operações de socorro (CODIS), Carlos Luís Tavares, salientando que não há registo de qualquer ferido, apenas danos materiais.

Devido à depressão Glória, partes dos concelhos de Tábua e Oliveira do Hospital estão sem eletricidade. A Lusa constatou, no local, a queda da cobertura de um edifício na Pedrulha, em Coimbra, que acabou por ir para a via pública, tendo danificado algumas viaturas. Procedeu-se ao corte da estrada.

"Os distritos mais afetados são Coimbra e Castelo Branco. Registámos entre as 00:00 e as 08:00 de hoje 162 ocorrências, 145 das quais são quedas de árvores", disse à Lusa o comandante Carlos Pereira. Adiantou ainda que das 162 ocorrências registadas, 19 dizem respeito à queda de estruturas.

Catorze distritos de Portugal continental estão sob aviso amarelo devido à previsão de vento moderado a forte de norte/nordeste, por vezes com rajadas até 80 quilómetros por hora, podendo atingir os 110 quilómetros por hora nas terras altas, anunciou o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

Nos distritos em que as rajadas poderão atingir os 110 quilómetros/hora (Viseu, Guarda, Castelo Branco, Coimbra) o aviso amarelo estará patente até às 18:00 de terça-feira, indicou o IPMA.

O aviso amarelo é o terceiro mais grave, depois do vermelho e do laranja, e configura "uma situação de risco para determinadas atividades dependentes da situação meteorológica", que requer "acompanhar a evolução das condições meteorológicas".

Mulher ferida devido a queda de árvore em Tondela

Uma mulher de 75 anos ficou esta segunda-feira de manhã gravemente ferida na sequência da queda de uma árvore em cima do carro que conduzia, no concelho de Tondela, disse à Lusa o comandante dos bombeiros locais.

Segundo Nuno Pereira, a viatura circulava no sentido Carregal do Sal -- Tondela, na Estrada Regional 230, quando a árvore caiu, devido ao vento forte que se sente na região.

"Quando os bombeiros chegaram ao local, a vítima estava em paragem cardiorrespiratória, mas a situação foi revertida", explicou o comandante, acrescentando que a mulher foi depois transportada para o hospital de Viseu, encontrando-se com prognóstico reservado.

Durante a manhã, o vento forte provocou a queda de árvores em vários concelhos do distrito de Viseu, como Mortágua, Nelas, Santa Comba Dão, Penalva do Castelo, Mangualde, Castro Daire, Carregal do Sal, Viseu e Tondela.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG