PSP pediu ao Facebook para bloquear páginas com conteúdo racista

A PSP está a analisar as páginas com conteúdo racista e radical publicadas no Facebook e que se apresentam como sendo de agentes da força de segurança.

A PSP pediu que as páginas de Facebook com conteúdos extremistas, supostamente perfilhadas por agentes desta força policial, fossem bloqueadas. Foi por ação da PSP que uma dessas páginas foi bloqueada. E fonte oficial disse ao DN que essas páginas, como CarrodePatrulha e 2, assinadas com um perfil incógnito de nome Charlie Papa foram todas denunciadas ao próprio Facebook, classificadas como "incitadoras ao ódio e à violência" e sugerindo que devem ser banidas da rede.

Segundo outras fontes da PSP já houve, no passado, processos disciplinares postos a agentes por fazerem comentários pouco próprios no Facebook - e que iam contra as regras da casa. E a PSP garante que vai promover ações de natureza disciplinar e de comunicação ao Ministério Público dos comportamentos que se provem serem praticados por agentes da PSP e que violem a lei e os normativos da PSP.

A PSP garante que está a fazer mais diligências e vai agir se houver agentes PSP nestas páginas que teçam comentários racistas ou impróprios. Para já, está a investigar os perfis que estão presentes nestas páginas do Facebook. E por enquanto dizem não ter identificado nenhum como sendo realmente agente da PSP. Muitos são perfis falsos - que, segundo esta fonte, podem ser civis ou de outras forças e serviços de segurança.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG