PSP fez 124 detenções numa operação de crimes contra o património

Nas 8 850 viaturas fiscalizadas foi ainda recuperado material furtado e apreendidos mais de 1,25 kg de estupefacientes e uma arma de fogo.

A PSP deteve 124 pessoas no âmbito de uma operação policial de crimes contra património, que aconteceu entre os dias 14 e 17 de maio em todo o território português. A fiscalização foi feita através de 347 operações stop em viaturas particulares e em autocarros públicos.

"A operação Trivium é fruto de uma iniciativa europeia, onde Portugal está representado, em que a prioridade é o combate ao atentado ao património. Dedica-se a intercetar grupos relacionados com a comunidade itinerante que cometam atentados contra o património", explica o intendente António Santos, responsável pela divisão criminal da PSP.

A operação foi realizada em 15 países europeus em simultâneo. Em Portugal, os dois mil polícias envolvidos começaram por delinear as áreas que estariam mais expostas a este tipo de criminalidade.

Para além das detenções foi recuperado material furtado, apreendidos mais de 1,25 kg de estupefacientes e uma arma de fogo nas 8 850 viaturas fiscalizadas.

Foi "nos grandes aglomerados humanos, Lisboa, Porto e na zona litoral" que foram registadas mais ocorrências.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG