PSP executa 24 mandados de busca em operação anti-droga

Agentes estão a executar mandados de buscas domiciliárias numa megaoperação policial em bairros problemáticos da cidade do Porto.

Dezenas de agentes da PSP estão a executar esta terça-feira 24 mandados de buscas domiciliárias no bairro da Pasteleira, no Porto, numa operação de "combate ao crime violento e grave e tráfico de estupefacientes", confirmou fonte policial ao DN.

A megaoperação abrange também o bairro da Pasteleira Nova e iniciou-se às 07:00 da manhã, de acordo com a TVI.

Os mandados de buscas domiciliárias em execução resultam de uma investigação contra o combate ao crime violento e o tráfico de droga por parte da PSP na cidade do Porto.

A operação envolve também equipas cinotécnicas da PSP, com os cães a serem usados para detetar a presença de droga.

Rui Moreira quer câmaras de vigilância

A 28 de junho, o presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira, admitiu em reunião do executivo ter a intenção de instalar câmaras de videovigilância no bairro de Pinheiro Torres, onde o aumento do tráfico de droga gerou um clima de medo entre os moradores.

No período dedicado ao público, uma moradora daquele bairro, que pediu o anonimato por questões de segurança, garantiu que vive permanentemente num clima de medo face ao aumento do tráfico de droga resultante do processo de demolição das torres do bairro Aleixo.

Em maio, o Bloco de Esquerda denunciou, em reunião da Assembleia Municipal do Porto, que o desmantelamento do bairro do Aleixo estava a conduzir a uma "pulverização" do consumo e tráfico de droga na cidade.

Já em julho, numa pergunta dirigida ao ministro da Administração Interna, os deputados do CDS-PP eleitos pelo Porto questionaram o Governo sobre o reforço de meios policiais nos bairros municipais situados na envolvente do Aleixo, nomeadamente nos bairros de Lordelo, Pinheiro Torres e Mouteira.

De acordo com informação da Câmara do Porto disponível na Internet, o bairro Pinheiro Torres, localizado na União de Freguesias de Lordelo do Ouro e Massarelos, foi construído em 1970 e requalificado em 2010, sendo constituído por 428 fogos, distribuídos por 11 blocos.

Já o Pasteleira Nova, que fica na mesma freguesia e a poucos metros de distância do Pinheiro Torres, foi construído em 2001 e conta com 350 fogos.

Nestes dois bairros vivem mais de 2.000 pessoas.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG