Professor contratado agride aluno no primeiro dia. Foi detido

Um professor Rainha D. Leonor é acusado de ter agredido um aluno do 8.º ano no dia apresentação. Foi detido pela PSP e irá esta terça-feira a tribunal. Está suspenso e tem um processo disciplinar. .

Era o primeiro dia de aulas de um professor de Tecnologias de Informação e Comunicação (TIC), contratado pela Escola Secundária Rainha D. Leonor, em Lisboa, para um horário de seis horas. Apresentou-se esta segunda-feira aos alunos e as coisa correram mal com uma turma do 8.º ano.

O professor "agrediu física e verbalmente um aluno no decorrer de uma aula, com enorme violência, de acordo com o testemunho da vítima e dos seus colegas", diz em comunicado a Associação dos Encarregados da Educação da escola (APEE/Rainha).

O Comando Metropolitano de Lisboa disse ao DN que o docente foi detido e que será presente esta terça-feira ao juiz de instrução criminal.

O Ministério da Educação instaurou um processo disciplinar ao professor, tendo sido de imediato suspenso do exercício de funções de imediato, anunciou numa nota enviada à agência Lusa.

A APEE/Rainha sublinha que não têm ocorrido episódios de violência no estabelecimento de ensino. E "é com grande preocupação que a associação de pais vê um episódio violento e inadmissível acontecer dentro de uma sala de aula".

Explicam que, na sequência daqueles acontecimentos, foi chamada a patrulha da PSP da Escola Segura, que tomou conta da situação, ouviu o aluno alvo das agressões e três colegas como testemunhas. Uma segunda equipa policial deslocou-se ao estabelecimento de ensino para registar as lesões ao aluno. Vítima que, também, foi observada no hospital.

Também o professor em causa foi ouvido pela PSP e, posteriormente, detido.

Toda a descrição do que aconteceu nesta manhã de segunda-feira está no comunicado da associação de pais, que reuniu com Hermínia Silva, diretora do agrupamento escolar para esclarecer a situação. A direção disse ao DN "não prestar declarações".

A APEE/Rainha "repudia a atuação do professor e considera não haver nenhum argumento que justifique o uso de violência física e verbal por parte de um docente em sala de aula".

O serviço de psicologia e orientação da escola está a acompanhar o aluno e a turma.

Notícia atualizada às 23:45

Exclusivos

Premium

Gastronomia

Quem vai ganhar em Portugal as próximas estrelas Michelin

É já no próximo dia 20, em Sevilha, que vamos conhecer a composição ibérica das estrelas Michelin para 2020. Estamos em festa, claro, e festejaremos depois com os nossos bravos, mesmo sabendo que serão poucos para o grande nível a que já chegámos. Fernando Melo* escreve sobre os restaurantes que podem ganhar estrelas Michelin em 2020 em Portugal.