Portugal ultrapassa os 100 mil casos de covid. Há mais 1949 infetados em 24 horas

O boletim epidemiológico da DGS de hoje revela ainda mais 17 mortes pelo novo coronavírus. Estão hospitalizadas 1 174 ​​​​​pessoas (mais 88 do que ontem), 165 destas nos cuidados intensivos (mais 10).

Portugal ultrapassou, esta segunda-feira, os 100 mil casos de covid-19, desde o início da pandemia. Nas últimas 24 horas, foram confirmados 1949 novos infetados pelo novo coronavírus e morreram mais 17 pessoas, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS) desta segunda-feira (19 de outubro).

No total, desde março, registaram-se 101 860 casos, 2 198 vítimas mortais e 59 966 pessoas recuperaram da doença (mais 966 no último dia).

Neste momento, há 39 696 doentes ativos a ser acompanhados pelas autoridades de saúde, mais 966 do​​​​​​ que ontem.

A maioria dos infetados das últimas 24 horas localiza-se na região do norte (mais 987 - 50,6% do total) e em Lisboa e Vale do Tejo (749 - 38,4%). Seguem-se o centro (mais 133), o Alentejo (35), o Algarve (32), os Açores (sete) e a Madeira (seis).

Na semana que terminou ontem (de 12 a 18 de outubro), o país bateu recordes sucessivos do número de casos de covid diários, tendo chegado a atingir as 2608 infeções, na sexta-feira. Nos últimos sete dias contabilizaram-se 13247 novos casos, o que dá uma média diária de 1892 infeções.

Apesar de em termos absolutos nunca ter havido tantas infeções pelo novo coronavírus no país, a taxa de positividade dos testes de rastreio à covid já foi mais elevada em abril, uma vez que o número de exames também está a aumentar. Ou seja, estão a ser detetados mais doentes ligeiros e até assintomáticos. A taxa de positividade desta semana ronda os 6,4%, enquanto em abril esta já chegou a atingir os 9%.

"Há uma grande transmissão comunitária do vírus"

Em conferência de imprensa, esta quarta-feira, a diretora-geral da Saúde, admitiu que "há uma grande transmissão comunitária do vírus", mas que até agora ainda é possível, em 59% dos casos, saber qual a origem da contaminação, ou seja, quem foi o transmissor. Graça Freitas fala numa percentagem "francamente positiva" de rastreios de contactos bem sucedidos, apesar de esta ser "uma situação que se pode alterar de um dia para o outro".

Questionada sobre uma possível ligação entre o início do ano letivo presencial e o aumento de novos casos, a responsável pela DGS disse não existir nenhuma relação conhecida. Os casos que têm aparecido nas escolas são "isolados" e, na sua maioria, "de origem familiar ou social".

Mais 88 pessoas hospitalizadas

Esta segunda-feira, estão internados 1 174 doentes, ou seja, mais 88 do que no dia anterior. Já nos cuidados intensivos há agora 165 pessoas - mais dez que na véspera.

O boletim da DGS de hoje indica ainda que as autoridades de saúde estão a vigiar 55 425 contactos de pessoas infetadas (mais 574 do que ontem).

Maioria das mortes aconteceu no norte

Os 17 óbitos registados nas últimas 24 horas distribuem-se pelas do norte (12), Lisboa e Vale do Tejo (três) e pelo centro (dois).

As vítimas mortais são dez homens e sete mulheres. Entre estas, havia 12 pessoas com mais de 80 anos, três entre os 70 e os 79 e duas entre os 60 e os 69.

A taxa de letalidade global do país é hoje de 2,16%, subindo aos 11,9% no caso das pessoas com mais de 70 anos - as principais vítimas mortais.

40,3 milhões de casos em todo o mundo

O novo coronavírus já infetou mais de 40,3 milhões de pessoas no mundo inteiro até esta segunda-feira e provocou 1 118 869 mortes, segundo dados oficiais, atualizados às 10:13. Há agora 30,1 milhões de recuperados.

No total, os Estados Unidos da América são o país com a maior concentração de casos (8 388 013) e de mortes (224 732). Em relação ao número de infetados acumulados no mundo, seguem-se a Índia (7 550 273), o Brasil (5 235 344) e a Rússia (1 415 316). Portugal surge em 46.º lugar nesta tabela.

Quanto aos óbitos, depois dos Estados Unidos, o Brasil é a nação com mais mortes declaradas (153 905), seguidos da Índia (114 642) e do México (86 167).

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG