Premium Papagaios e periquitos lideram importações ilegais, mas há quem prefira um puma ou um macaco

As aves exóticas lideram a lista das importações ilegais, seguidas dos répteis, mas as autoridades encontram de quase tudo: um puma, um macaco ou 25 cobras pítons de uma assentada.

Papagaios, araras, periquitos, pardais, corujas, avestruzes, cada ave mais exótica do que a outra, mas também cobras pítons, macacos, pumas, meixão e orquídeas fazem parte da lista de apreensões da Convenção sobre o Comércio Internacional de Espécies da Fauna e da Flora Selvagens (CITES), do Serviço de Proteção da Natureza e do Ambiente (SEPNA), o braço ambiental da GNR. Ou, dito de outra forma, a polícia do ambiente.

É uma lista de espécies selvagens em vias de extinção e proibidas de importar/comercializar em todo o mundo sem que haja uma autorização prévia. Esse certificado, que em Portugal é da responsabilidade do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), é dado a título excecional, explica o tenente-coronel Vaz Alves, da direção do SEPNA.

Ler mais

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG