"Obrigado senhor polícia". Pai aflito agradeceu à PSP numa publicação que se tornou viral

A sua identidade permanece desconhecida, mas a história do agente que ajudou Vítor Martins Romão, o homem que corria para a filha recém-nascida num bloco operatório, foi contada no Facebook da PSP e já comoveu milhares de pessoas

Vítor Martins Romão conduzia em "modo WRC [World Rally Championship]", versão "pai aflito", em direção ao Hospital Santa Maria, em Lisboa, onde o esperava com urgência a filha recém-nascida num bloco operatório. Era preciso que um dos pais assinasse o termo de consentimento para a anestesia da Margarida, e a mãe estava no bloco operatório. Uma moto da Polícia de Segurança Pública (PSP) mandou-o então encostar, pediu-lhe os documentos e uma explicação para aquele modo de conduzir.

"Obviamente, não estava o mais sereno, e as lágrimas correram-me, num misto de aflição e nervoso", escreveu Vítor Martins Romão na sua página de Facebook. "Calmo. Sem sequer tirar o capacete, nem pegar na carteira dos documentos, que lhe estava a dar, apenas me disse: 'respire fundo, acalme-se o que lhe seja possível e siga-me'. Saiu em direção à mota e escoltou-me até Santa Maria. Em frente ao portão principal, voltou a fazer continência e seguiu."

A PSP publicou nesta quarta-feira na sua página de Facebook o testemunho de Vítor Martins Romão sobre a atitude do agente que permanece anónimo. A publicação que conta já 23 mil gostos e 8533 partilhas.

"Nem nome, nem cara, sequer. Apenas o senhor polícia da mota. Talvez fosse isso mesmo que ele quis dizer. Ele foi apenas a Polícia. Foi apenas a instituição que representa. E eu e a minha filha, os cidadãos que ele jurou defender. E existem muitas formas de defender. Algumas nem vêm nos cânones, outras vêm nos cânones e são humanamente infringidas. Obrigado senhor polícia, em nome, da minha família, do meu País, que tanto precisa. Jamais o esqueceremos." Assim termina o testemunho de Martins Romão, que tem suscitado comentários com histórias semelhantes.

"Há uns anos atrás um Senhor Agente da PSP fez o mesmo a uma amiga minha que ia a conduzir, em trabalho de parto, para o hospital. Ao vê-la aflita parada no semáforo, escoltou-a até ao hospital, levou-a para dentro, e ainda lhe foi arrumar o carro!", escreveu Paula Torres.

Também Filomena Santos, outra dos utilizadores do Facebook que comentou a publicação, contou: "Não vai muito tempo um sobrinho meu levava em marcha urgente um colega com um AVC para o hospital de Santa Marta foi mandado parar no Marquês de Pombal e escoltado até ao hospital e assim lhe salvaram a vida."

Vítor Martins Romão deu ainda testemunho daquilo que considera ser a degradação das condições da unidade neonatal do Hospital de Santa Maria, comparando-a com o que encontrou em 2013. "Encontro uma unidade, volto a referir, de TOPO, com muito mais restrições orçamentais, tais que até a sala de Pré-Saída foi ENCERRADA. Nem quero imaginar com que ginástica está agora a ser gerida a vida destes profissionais. Então onde está o tal investimento sem igual na saúde pública dos portugueses, quando nem uma unidade de topo se aguenta!?"

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG