Morreu bombeiro em incêndio na serra da Lousã

A vítima, de 59 anos, estava a combater diretamente o incêndio na serra.

Um bombeiro morreu este sábado num incêndio na serra da Lousã revelou o presidente da Câmara da Lousã, Luís Antunes, à RTP e à SIC Notícias. O bombeiro estava a combater diretamente o fogo rural numa encosta da serra da Lousã, indica a mesma fonte.

A vítima mortal, de 55 anos, fazia parte da corporação dos bombeiros voluntários de Miranda do Corvo, conforme indicou Jaime Marta Soares, presidente da Liga de Bombeiros em declarações à SIC Notícias.

Outra fonte da autarquia deste concelho do distrito de Coimbra confirmou à agência Lusa que outro voluntário ficou ferido com queimaduras nas pernas durante o combate a um incêndio em Trevim, Lousã.

O incêndio, numa encosta da Serra da Lousã, junto a um acesso ao Trevim, no concelho da Lousã (distrito de Coimbra), terá sido provocado pela trovoada que se fez sentir ao final da tarde na região.

A outra fonte da autarquia confirmou à Lusa que o incêndio foi antecedido por uma forte trovoada seca, acompanhada por vento forte, que dificultou o trabalho de mais de 200 bombeiros de diversas corporações dos distritos de Leiria e Coimbra.

No local estiveram cerca 200 homens com a ajuda de 62 veículos, tendo o incêndio sido dado como dominado perto das 21h10 horas.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG