Ministério Público abre inquérito à violência em escola da GNR

Instruendos foram hospitalizados após alegado espancamento no Centro de Formação da GNR em Portalegre.

O Ministério Público (MP) "determinou a instauração" de um inquérito à alegada violência de instrutores no 40º curso de formação de agentes da GNR e que levou uma dezena de alunos a serem hospitalizados.

A decisão, confirmada esta segunda-feira pela Procuradoria-Geral da República ao DN, surge na sequência da revelação pelo JN de que 10 formandos foram alegadamente espancados no Centro de Formação da GNR em Portalegre.

As alegadas agressões, no "curso de bastão extensível", causaram lesões graves e traumatismos que obrigaram mesmo ao internamento hospitalar e algumas das vítimas tiveram de ser operadas.

Daí a abertura do inquérito pelo MP, noticiada pelo Expresso, na sequência do processo interno de averiguações da GNR e do inquérito ordenado pelo Ministério da Administração Interna.

Exclusivos

Premium

Livro

Antes delas... ninguém: mulheres que desafiaram o domínio masculino

As Primeiras - Pioneiras Portuguesas num Mundo de Homens é o livro com as biografias de 59 mulheres que se atreveram a entrar nas profissões só de homens. O DN desvenda-lhe aqui oito dessas histórias, da barrista Rosa Ramalho à calceteira Lurdes Baptista ou às 'Seis Marias' enfermeiras-paraqueditas, entre outras