Médico espanhol é a quarta vítima identificada de queda de helicóptero

Já são conhecidas as identidades das quatro vítimas da queda da aeronave no INEM perto de Valongo, ao final da tarde de ontem

O médico espanhol Luís Vega, de 50 anos, é uma das quatro vítimas de queda de um helicóptero do INEM em Valongo, ontem à tarde. A identidade foi confirmada nesta manhã pelo diário espanhol El Mundo, que refere que o médico trabalhava há cerca de 20 anos no Hospital de Santa Maria da Feira, em Aveiro. Os nomes das outras três vítimas já eram conhecidos.

A identidade da enfermeira do INEM Daniela Silva, que integrava também os Bombeiros Voluntários de Baltar, foi confirmada pela bastonária da Ordem dos Enfermeiros, Ana Rita Cavaco, e pela própria corporação de bombeiros, que deixaram mensagens de condolências nas redes sociais.

A aeronave, recorde-se, era pilotada por João Lima e tinha como copiloto Luís Rosindo, ambos também mortos no acidente.

O bastonário da Ordem dos Médicos, José Miguel Guimarães lamentou nesta manhã o acidente, falando num "dia muito triste para todos nós" mas lembrando que as quatro vítimas "perderam a vida aos erviço da humanidade" e "ajudaram a salvar muitas vidas. Presto-lhes a minha homenagem pelo exemplo de missão, pela coragem e sobretudo pela dedicação a uma causa maior".

Neste momento ainda são desconhecidas as causas do acidente. O aparelho, de modelo Augusta A109S, regressava à base de Macedo de Cavaleiros, depois de ter transportado um doente ao Hospital de Santo António, no Porto, quando se despenhou.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG