Luís Grilo terá sido morto em casa e na própria cama

Inspetores da PJ regressaram a casa do triatleta e terão descoberto indícios de crime numa estrutura de cama que se encontrava na garagem, revela o Programa Linha Aberta da SIC

A Polícia Judiciária voltou esta quinta-feira a casa de Rosa Grilo, dois meses depois de a ter detido por suspeita de ter matado o marido, o triatleta Luís Grilo.

De acordo com uma reportagem da SIC, o triatleta terá sido morto a tiro na própria cama e em casa. Segundo o programa Linha Aberta, de Hernâni de Carvalho, que recolheu imagens exclusivas, os inspetores regressaram a casa do triatleta e da mulher e terão encontrado provas de crime na estrutura de uma cama que se encontrava na garagem.

A estrutura pertenceria à cama de Luís Grilo que terá sido desmontada e substituída por outras duas individuais que foram colocadas no quarto de casal enquanto a PJ investigava o desaparecimento e a morte do atleta.

Rosa Grilo de 43 anos e António Félix de 42 foram detidos há dois meses e estão indiciados pelo crime de homicídio qualificado e profanação de cadáver.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG