Lisboa e Vale do Tejo tem 178 dos 234 novos casos confirmados

Lisboa, Vila Nova de Gaia e Porto são os concelhos mais afetados pelo surto do novo coronavírus, que já infetou, no total, 27 913 pessoas em Portugal, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde.

O número de pessoas infetadas pelo novo coronavírus em Portugal já chegou aos 27 913, sendo que Lisboa, Vila Nova de Gaia e Porto são os concelhos que registam mais casos confirmados.

O concelho mais afetado, Lisboa, tem agora mais 54 casos, num total de 1791 pessoas infetadas, de acordo com o boletim epidemiológico da Direção-Geral de Saúde (DGS), divulgado esta terça-feira.

Logo a seguir surge Vila Nova de Gaia com 1458 casos, mais três nas últimas 24 horas.

Nesta lista da DGS, o Porto mantém-se como o terceiro concelho mais afetado pela pandemia covid-19, uma vez que regista 1304 casos (mais um).

Seguem-se Matosinhos (1216, mais nove nas últimas 24 horas), Braga (1153, mais um) e Gondomar (1050, mais dois), que completam a lista de concelhos com mais de mil casos confirmados.

A pandemia de covid-19 continua a afetar mais a região Norte, que apresenta 16 053 casos (mais 45 do que no dia anterior) e 660 mortes (mais nove). Segue-se Lisboa e Vale do Tejo, com 7494 casos (mais 178) e 254 mortes (mais seis) e a região Centro com 3553 casos (mais oito) e 219 vítimas mortais (mais três).

No Alentejo verifica-se um novo caso de infeção, elevando o total para 238. Nesta região continua a registar-se uma morte. Já no Algarve há mais dois casos de covid-19, elevando o total para 350, e mantém-se o número de óbitos: 14.

Nos Açores continua a registar-se 135 casos, mas houve mais uma vítima mortal, elevando o total para 15. Na Madeira há 90 casos (os mesmos do dia anterior) e nenhum óbito.

De segunda para terça-feira, Portugal registou mais 19 mortos, elevando para 1163 o número total de vítimas mortais, tendo sido confirmados 27 913 casos de covid-19 (mais 234 face ao dia anterior).

O boletim da DGS indica também que há 3013 pessoas que conseguiram recuperar da doença (mais 464 do que na véspera).

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG