Torre da Lagariça, a Ilustre Casa de Ramires, está à venda

Imóvel classificado de interesse público, que inspirou Eça de Queirós a escrever A Ilustre Casa de Ramires, pode ser adquirido por menos de um milhão de euros. Mas necessita de obras.

A Casa da Torre da Lagariça é uma construção cuja origem remonta à primeira metade do século XII, quando foi construído o torreão militar em plena época da reconquista cristã. Já no século XVII, os proprietários da torre decidiram construir à volta um solar em forma de L, não tendo alterado a torre.

O escritor Eça de Queirós visitou o local situado na freguesia de São Cipriano, em Resende, e inspirou-se para escrever A Ilustre Casa de Ramires, publicado em 1900. "E como o visconde [de Rio-Manso] aludia ao desejo, já nele antigo, de admirar de perto a famosa torre, mais velha que Portugal - ambos desceram ao pomar. O visconde, com o guarda-sol ao ombro, pasmou em silêncio para a torre", lê-se, por exemplo, no capítulo VIII.

O destino deste imóvel contrasta com o de Tormes, a casa de família de Eça de Queirós, palco de A Cidade e as Serras. A casa e a quinta de Tormes, no concelho de Baião, são a sede da Fundação Eça de Queiroz.

Segundo a mediadora que está a publicitar o imóvel, este tem 700 metros quadrados de área útil, divididos em 20 assoalhadas, 10 das quais quartos. A quinta tem 60 mil metros quadrados e, além da casa, tem um pomar, área de cultivo, jardins e uma mata.

O imóvel foi classificado de interesse público em 1977.

Exclusivos