Taxista agride turista por pensar que era da Uber

Agressão aconteceu na terça-feira no Chiado. Homem do Dubai parou para pedir informações e foi agredido

Tinha o carro estacionado e resolveu pedir indicações a um taxista. A história banal teve um final inesperado para o turista do Dubai que, no Chiado, foi confundido com um motorista da Uber e acabou agredido pelo taxista. O turista que estava com um filho menor teve mesmo que ser levado ao hospital para avaliação dos ferimentos ligeiros, refere o Jornal de Notícias.

O Comando Metropolitano da PSP de Lisboa confirmou ao jornal ter registado o caso "de um motorista de táxi que agrediu um indivíduo nacional do Dubai", cerca das 14.30 de terça-feira. Se o turista apresentar queixa, o caso segue para tribunal, como um crime de ofensa à integridade física simples.

Algumas testemunhas referiram que o turista parou o carro para pedir indicações e que o taxista começou a agredi-lo dizendo que este era da Uber. O agressor ficou no local até à chegada da polícia e foi identificado.

Os taxistas têm lutado contra a legalização da Uber e já são vários os casos em que motoristas desta plataforma online foram agredidos.

Ler mais

Exclusivos

Premium

João Almeida Moreira

Bolsonaro, curiosidade ou fúria

Perante um fenómeno que nos pareça ultrajante podemos ter uma de duas atitudes: ficar furiosos ou curiosos. Como a fúria é o menos produtivo dos sentimentos, optemos por experimentar curiosidade pela ascensão de Jair Bolsonaro, o candidato de extrema-direita do PSL em quem um em cada três eleitores brasileiros vota, segundo sondagem de segunda-feira do banco BTG Pactual e do Instituto FSB, apesar do seu passado (e presente) machista, xenófobo e homofóbico.