Oito detidos pela GNR por associação criminosa, tráfico de droga e branqueamento

GNR apreendeu 952 doses de heroína e 335 doses de cocaína

A GNR anunciou esta quarta-feira a detenção de seis homens e duas mulheres por tráfico de droga, associação criminosa e branqueamento de capitais, durante uma operação realizada nos distritos de Lisboa, Porto e Setúbal, na terça-feira."Na sequência de uma investigação por tráfico de estupefacientes, foi possível apurar que uma estrutura criminal bem organizada, hierarquizada e de elevada complexidade, sediada em Almada, com ligações a outros grupos de indivíduos fornecedores de estupefacientes da zona da Grande Lisboa, se dedicava exclusivamente ao tráfico de heroína e cocaína, usando métodos ardilosos, como a criação de empresas, que serviam para justificar e branquear as avultadas quantidades de dinheiro obtidas", refere a GNR, em comunicado.

A lavagem de capitais "passava pela aquisição de bens materiais de elevado valor, como automóveis e motociclos, num estabelecimento de venda de automóveis na região do Porto, o qual fornecia ainda veículos de alta cilindrada para o transporte de produto estupefaciente para esta rede".

O proprietário do estabelecimento foi detido. De acordo com o Jornal de Notícias trata-se de Augusto Fernandes, o dono de um stand de automóveis no norte do país, que ficou conhecido por ter vendido a Angélico Vieira o carro em que o ator e cantor teve um acidente fatal.

Fonte judicial disse à agência Lusa que, no âmbito desta investigação, foi constituída arguida uma advogada, que também é defensora de mais de uma dezena de arguidos acusados no processo relativo ao ataque à Academia do Sporting, em Alcochete (distrito de Setúbal).

Na operação, denominada "ASILO 28", foram cumpridos 33 mandados de busca, 21 dos quais em residências, nos distritos de Setúbal, Lisboa e Porto, nove em veículos, dois em estabelecimentos comerciais e um num escritório de advogados.

Segundo o comandante do Destacamento Territorial de Almada da GNR, Luís Maciel, durante a operação foi detido um nono elemento, por posse de arma ilegal.

Os detidos, com idades entre os 21 e os 47 anos, estão a ser ouvidos desde as 14 horas desta quarta-feira no Tribunal de Almada.

Os militares da GNR apreenderam 952 doses de heroína, 335 doses de cocaína, oito doses de haxixe, seis veículos, 22.170 euros em numerário, 75 munições de diversos calibres, duas armas de fogo e duas réplicas de armas de fogo.

"Na sequência da ação, ainda foram apreendidos diversos artigos relacionados com a distribuição de produto estupefaciente, peças em ouro, equipamento eletrónico e informático, telemóveis e documentação contabilística e bancária referente à atividade ilícita", acrescenta o comunicado da GNR.

A operação, levada a cabo na terça-feira, esteve a cargo do Comando Territorial de Setúbal da GNR, através do Núcleo de Investigação Criminal de Almada, e contou com a estrutura de Investigação Criminal do Comando Territorial de Setúbal e da Unidade de Intervenção, bem como com o apoio da Polícia de Segurança Pública.

Exclusivos