Mais uma mulher morta. Suspeito já foi detido na Golegã

Mulher foi assassinada no domingo à noite na Golegã, distrito de Santarém. Suspeito do crime, com quem a mulher teve uma relação, foi detido em casa de uma irmã.

O homem suspeito de ter assassinado uma mulher, no domingo à noite, na Golegã, distrito de Santarém, tem 62 anos foi detido pouco depois em casa de uma irmã, onde se entregou sem resistência às forças policiais, disse hoje fonte da GNR.

Segundo fonte da Polícia Judiciária de Leiria, o suspeito terá tido "há tempos" uma relação com a mulher que matou, mas neste momento já não tinham qualquer relação. O suspeito disparou ainda sobre um homem que acompanhava a mulher naquele momento.

O homicídio aconteceu cerca das 23:30 no parque de estacionamento de um estabelecimento de diversão noturna na Golegã. "Após um período de espera às vítimas, o agressor terá disparado pelo menos dois tiros de caçadeira, atingindo-os pelas costas e provocando logo ali a morte da mulher e ferimentos no homem", informa a Polícia Judiciária, em comunicado. A vítima mortal, de 53 anos de idade era residente na zona da Chamusca.

Quando os bombeiros chegaram ao local, a vítima "estava em paragem cardiorrespiratória, tendo sido efetuadas, sem sucesso, manobras de reanimação".

O porta-voz do comando territorial de Santarém da GNR, Pedro Reis, disse à Lusa que o suspeito do homicídio passou a noite no posto da Golegã. O presumível de autor, de 62 anos de idade, empregado fabril e residente na zona de Torres Novas, vai ser presente às autoridades judiciárias para aplicação de medidas de coação, confirma o Departamento de Investigação Criminal de Leiria.

A arma foi, entretanto, apreendida pela Polícia Judiciária.

De acordo com o Observatório de Mulheres Assassinadas da UMAR (União de Mulheres Alternativa e Resposta), esta terá sido a 11.ª mulher morta desde o início deste ano.

[Notícia atualizada às 11:40]

Ler mais

Exclusivos