Incêndio de Monchique destruiu "cerca de 50" casas

Presidente da Câmara faz o balanço provisório dos danos. Estima que metade serão casas de primeira habitação.

O número de casas destruídas total ou parcialmente durante o incêndio que deflagrou na sexta-feira em Monchique, no Algarve, pode chegar a "cerca de 50", disse à Lusa o presidente da Câmara, Rui André.

"Neste momento, e sem ter um levantamento exaustivo, teremos cerca de 50 habitações destruídas, totalmente ou parcialmente. Estamos neste momento a avaliar para percebermos as reais condições dessas casas, para podermos começar a fazer contas e vermos os prejuízos deste incêndio", disse o autarca.

De acordo com o presidente da Câmara Municipal de Monchique, no distrito de Faro, ainda não foi possível determinar se se trata de casas de primeira ou de segunda habitação, estando uma equipa multidisciplinar a passar pelas zonas afetadas pelo fogo.

"Penso que de primeira habitação, totalmente destruídas, serão menos de metade desse número [50]", afirmou Rui André, sublinhando que existem também "anexos ou casas de apoio" afetados.

Ler mais

Premium

João Almeida Moreira

Bolsonaro, curiosidade ou fúria

Perante um fenómeno que nos pareça ultrajante podemos ter uma de duas atitudes: ficar furiosos ou curiosos. Como a fúria é o menos produtivo dos sentimentos, optemos por experimentar curiosidade pela ascensão de Jair Bolsonaro, o candidato de extrema-direita do PSL em quem um em cada três eleitores brasileiros vota, segundo sondagem de segunda-feira do banco BTG Pactual e do Instituto FSB, apesar do seu passado (e presente) machista, xenófobo e homofóbico.