Assalto sangrento na Lourinhã. PJ detém os dois suspeitos em Espanha

Vítimas foram encontradas pela com ferimentos de balas, na sequência de um roubo na sua residência.

A Polícia Judiciária (PJ) anunciou a detenção em Espanha dos dois suspeitos de balear duas pessoas, na Lourinhã, que estavam em fuga. Os detidos, de 21 e 40 anos, de nacionalidade portuguesa, dispararam contra as vítimas, tio e sobrinha, na sequência de um assalto à sua residência no passado dia 25 de agosto.

Estão indiciados pela prática de crimes de roubo à mão armada, tentativa de homicídio, violação e sequestro.

"Entraram e roubaram dinheiro, uma arma de fogo e uma viatura, na qual obrigaram as vítimas a entrar", descreveu fonte da GNR à Lusa, no passado domingo.

As autoridades encontraram os dois familiares na freguesia de São Bartolomeu dos Galegos, com ferimentos de balas. O homem estava no meio de um eucaliptal e a mulher junto a uma capela.

Ambos foram imediatamente transportados para os hospitais São José e Santa Maria, respetivamente, em Lisboa.

Em comunicado a PJ adianta que a operação foi feita em articulação com a Guardia Civil de Espanha. Acrescenta que "Irão ser de imediato, desencadeados todos os mecanismos de cooperação judiciária internacional, no sentido dos ora detidos serem extraditados para Portugal, e presentes à autoridade judiciária competente, para aplicação das medidas de coação tidas por adequadas"

Exclusivos