Almada Fórum reabre após incêndio que obrigou à evacuação

Fogo deflagrou numa conduto de um dos restaurantes do edifício.

O incêndio num restaurante do centro comercial Almada Fórum, no distrito de Setúbal, na sexta-feira à noite, foi dado como extinto pelas 23:15, prevendo-se que o espaço reabra este sábado, de acordo com fonte daquela superfície comercial.

"Às 23:12 o incêndio é dado como extinto, ainda que o centro comercial se encontre encerrado devido ao fumo intenso, mas com vista à reabertura normal no dia de amanhã [sábado]", lê-se num comunicado enviado pelo Almada Fórum às 23:50 de sexta-feira.

O alarme de incêndio soou pelas 21h18 "e foi acionada a equipa de primeira intervenção do centro, conforme ditam as normas de segurança. No 3º piso do centro, deflagrou um incêndio num dos seus restaurantes", refere o mesmo documento. Pouco depois, "não sendo suficiente a equipa de primeira intervenção", os bombeiros foram alertados.

Segundo fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Setúbal, em declarações à Lusa, as chamas deflagraram numa conduta de extração de fumos do restaurante, tendo o incêndio ficado confinado à conduta.

No local estiveram 19 operacionais, apoiados por seis veículos.

Devido ao incêndio, "por segurança e questões de logística para as equipas de intervenção", foi acionado "o alerta geral dado pelo sistema interno de som do centro comercial, com vista à evacuação do mesmo", relatou fonte do centro comercial.

A evacuação do centro, que ficou "totalmente" concluída pelas 21:20, "foi realizada de forma ordeira e tranquila, sem registos de feridos, danos para os visitantes ou para o próprio centro".

Exclusivos

Premium

Espanha

Bolas de aço, berlindes, fisgas e ácido. Jovens lançaram o caos na Catalunha

Eram jovens, alguns quase adultos, outros mais adolescentes, deixaram a Catalunha em estado de sítio. Segundo a polícia, atuaram organizadamente e estavam bem treinados. José Manuel Anes, especialista português em segurança e criminalidade, acredita que pertenciam aos grupos anarquistas que têm como causa "a destruição e o caos" e não a luta independentista.