Filha mata mãe e esconde-a em casa durante duas semanas

Homicídio terá ocorrido na tarde de 14 de julho, em Vila Nova de Gaia, mas só esta quinta-feira a suspeita se entregou as autoridades

Uma filha terá matado e escondido durante cerca de duas semanas a própria mãe, anunciou esta sexta-feira a Polícia Judiciária, através da Diretoria do Norte, que identificou e deteve a suspeita esta quinta-feira, pela prática de um crime de homicídio qualificado.

O homícidio terá ocorrido na tarde de dia 14 de julho, em Vila Nova de Gaia, "na sequência de mais uma discussão entre a arguida e a sua mãe, à casa da qual a arguida regressou em março do corrente ano", diz o comunicado da PJ.

"O relacionamento entre mãe e filha sempre foi marcado por conflitos, sendo que em data prévia ao homicídio a arguida terá causado a queda daquela, cuja locomoção ficou limitada desde então. Naquela tarde, após nova discussão, terá acabado por asfixiar a progenitora", refere a PJ em comunicado enviado às redações.

"Desde então que a suspeita pernoitou em vários hotéis e pensões, tendo efetuado levantamentos e pagamentos com os cartões bancários da mãe", até que esta quinta-feira se apresentou às autoridades.

A detida, com 48 anos de idade, desempregada, com antecedentes criminais por ofensas à integridade física e peculato, vai ser presente à autoridade judiciária competente para primeiro interrogatório judicial e aplicação das medidas de coação tidas por adequadas.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG