Farto do calor? Prepare-se para mais uma semana super quente

Se no fim de semana está prevista uma descida nas temperaturas, mais acentuada no domingo, na segunda-feira os valores dos termómetros voltam a subir. Espera-se que o Alentejo chegue aos 40 graus.

Na próxima semana, prepare-se para enfrentar mais dias de calor. Prevê-se uma descida da temperatura neste fim de semana, sobretudo no domingo, em especial no litoral norte, mas na segunda-feira espera-se uma nova subida, com os termómetros no Alentejo a chegarem aos 40 graus Celsius.

Na segunda-feira a subida das temperaturas vai fazer-se sentir "em especial no interior do país", nomenadamente em "Bragança, Vila Real, Guarda, Castelo Branco, Portalegre, Évora, Beja e depois pontualmente em alguns distritos mais para o litoral", disse ao DN Bruno Café, meteorologista do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) Alguns deverão ter "muito provavelmente avisos de tempo quente" durante a próxima semana, referiu.

Prevê-se que estes distritos do interior do país registem, na segunda-feira, "temperaturas acima da média para época". "Poderão ter máximas entre os 35 e os 40 graus - provavelmente no Alentejo", afirmou o especialista, tendo em conta a informação disponibilizada ao dia de hoje.

Espera-se que no início da próxima semana Évora chegue aos 40 graus Celsius, Castelo Branco e Beja aos 39 graus, Santarém e Portalegre registem uma máxima de 37 graus e Bragança e Lisboa cheguem aos 36 graus.

Depois de segunda-feira, prevê-se a continuação de tempo quente, com temperaturas elevadas, com poucas oscilações, mas, para já, não se espera uma semana com os mesmos valores que foram atingidos na quinta-feira e os que vão ser alcançados esta sexta-feira, referiu o meteorologista.

À luz dos dados de hoje, tudo indica que segunda-feira possa ser o dia mais quente da próxima semana, refere Bruno Café. Relativamente ao vento, estima-se que deverá ser fraco a moderado.

Em relação à temperatura da água, é no Algarve que se registam valores mais elevados. Para hoje e amanhã esperam-se entre 20 graus - no Barlavento - e 24 no Sotavento algarvio. Já para a costa ocidental, prevê-se que a água atinga entre os 16 e 19 graus.

Santarém chega esta sexta-feira aos 44 graus

Para esta sexta-feira prevê-se que os termómetros cheguem aos 44 graus Celsius em Santarém, segundo os valores descritos na página do IPMA, às 13:30.

O IPMA prevê para hoje no continente tempo quente com céu pouco nublado ou limpo.

Os distritos de Braga, Porto, Leiria, Santarém, Lisboa, Setúbal, Évora e Beja vão estar sob aviso laranja até às 18:00 desta sexta-feira, devido à persistência de valores elevados da temperatura máxima, passando depois a amarelo.

O IPMA colocou também os restantes distritos de Portugal continental sob aviso amarelo até às 21:00 de sábado, por causa do tempo quente.

Em risco máximo de incêndio estão cerca de 150 concelhos dos distritos de Viana do Castelo, Braga, Porto, Vila Real, Bragança, Viseu, Aveiro, Guarda, Coimbra, Leiria, Castelo Branco, Santarém, Portalegre e Faro.

O IPMA colocou também em risco muito elevado e elevado de incêndio quase todos os concelhos de todos os distritos (18) de Portugal continental.

Segundo o IPMA, pelo menos até segunda-feira vai manter-se o risco de incêndio máximo e muito elevado em muitos concelhos do continente, por causa do tempo quente.

As temperaturas máximas para hoje vão oscilar entre os 33 (na Guarda) e os 44 (em Santarém).

Situação de alerta em Portugal continental

O governo declarou na quinta-feira a situação de alerta em Portugal Continental devido às previsões meteorológicas para os próximos dias que apontam para um "significativo agravamento do risco de incêndio rural".

O Ministério da Administração Interna (MAI) avançou em comunicado que a situação de alerta abrange o período compreendido entre as 00:00 de sexta-feira e as 23:59 de domingo.

"Face às previsões meteorológicas para os próximos dias, que apontam para um significativo agravamento do risco de incêndio rural, os ministros da Administração Interna e do Ambiente e Ação Climática assinaram esta quinta-feira o despacho que determina a declaração da situação de alerta em todo o território do continente", precisa o MAI.

A declaração surge na sequência da ativação do estado de alerta especial de nível vermelho, o mais grave de uma escala de quatro, para os distritos de Viana do Castelo, Braga, Vila Real, Bragança, Viseu, Guarda, Castelo Branco, Santarém, Porto e Aveiro

No âmbito do reforço da monitorização e o grau de prontidão do Dispositivo Especial de Combate a Incêndios Rurais (DECIR), o estado de alerta especial vermelho significa que o grau de risco é extremo por existir a possibilidade da ocorrência de fenómenos "de intensidade excecional, dos quais é muito provável que resultem danos muito relevantes e uma redução muito significativa da segurança das pessoas, podendo ameaçar a sua integridade física ou mesmo a vida, numa vasta área".

Nos restantes distritos, Beja, Évora, Coimbra, Faro, Leiria, Lisboa, Portalegre e Setúbal, foi ativado o estado de alerta laranja, o segundo mais grave de uma escala de quarto, que se traduz num grau de risco elevado.

Temperaturas descem no fim de semana, especialmente no domingo

O tempo quente que se tem feito sentir em Portugal continental deve-se a "uma massa de ar quente do norte de África", mas este fim de semana as temperaturas vão descer, "em particular no litoral", mantendo-se, no entanto a situação de alerta.

No sábado, as máximas "vão baixar três a quatro graus" em alguns locais e depois no domingo vamos ter "uma descida mais acentuada, que pode chegar a 5 graus e pode ser até ser mais no litoral norte", referiu o meteorologista Bruno Café.

No Porto, por exemplo, prevê-se que chegue hoje aos 39 graus, mas no sábado os termómetros devem registar um temperatura máxima de 33º e no domingo os valores devem atingir os 27º. Ou seja, uma descida de 12 graus.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG