Estas são as escolas que decidiram fechar antes de decisão oficial

O surto de Covid-19 está a levar ao encerramento ou o condicionamento do acesso a serviços públicos, escolas, hospitais e outros equipamentos em Portugal, por prevenção ou devido a casos suspeitos e confirmados.

Desde que se conheceu o primeiro caso em Portugal, que diversas medidas extraordinárias têm sido decretadas e adotadas: Entre elas está a suspensão das aulas presenciais e o encerramento de instituições de educação por todo o país.

O Conselho Nacional de Saúde Pública reúne-se nesta tarde de quarta-feira para discutir sobre o encerramento de todas os estabelecimentos de ensino do país e a possibilidade de antecipação das férias da Páscoa.

"Se o Conselho Nacional de Saúde Pública decidir que a melhor opção é fechar as escolas, seguiremos essa sugestão e agiremos em conformidade; se a decisão for a de manter a metodologia atual, de encerrar apenas aquelas em que há focos, é o que faremos", declarou António Costa esta terça-feira em conferêmcia de imprensa. "Daremos seguimento àquilo que for recomendado e agiremos de acordo com a melhor informação técnica possível".

Confira a lista de estabelecimentos encerrados e das medidas tomadas quanto aos mesmos.

Ensino Básico e Secundário

- A Direção-Geral da Saúde anunciou no domingo o encerramento de todas as escolas dos concelhos de Lousada e Felgueiras, no distrito do Porto.

- Em Portimão, dois estabelecimentos de ensino estão fechados: a Escola Secundária Manuel Teixeira Gomes, onde uma aluna foi diagnosticada com Covid-19, e a Escola Básica Professor José Buisel, onde leciona a mãe da aluna doente, também infetada.

- A Escola Secundária da Amadora, no distrito de Lisboa, e a Escola Básica 2,3 Roque Gameiro, no mesmo concelho, estão encerradas até 20 de março, depois de identificados dois novos casos de Covid-19..

- O Liceu Francês em Lisboa suspendeu hoje as aulas até 24 de março, depois de ter sido identificado um caso positivo de infeção de um aluno.

- O Externato "As Descobertas", no Restelo, em Lisboa, informou os encarregados de educação que vai encerrar a partir de quinta-feira, dia 12 de março. As aulas serão substituídas por ensina à distância, através da Escola Virtual e de contas de e-mail.

- A Câmara de Paços de Ferreira, no distrito do Porto, pediu ao Ministério da Educação a interrupção das atividades letivas no concelho, no âmbito das medidas preventivas.

- No município do Porto, todas as atividades complementares à ação educativa, como por exemplo visitas de estudo e passeios promovidas câmara em escolas públicas, estão canceladas.

- O Colégio S. João de Brito, em Lisboa, suspendeu as atividades letivas e não letivas entre quarta e sexta-feira. Outros colégios de Lisboa - O Nosso Jardim, São Tomás, Planalto e Mira Rio, Salesianos e Ave-Maria - decidiram suspender a atividade letiva.

- A Escola Secundária de Santa Maria da Feira encontra-se encerrada até sexta-feira.

- O Colégio São José do Ramalhão em Sintra encerrou esta manhão.

- O Colégio de Nossa Senhora da Apresentação, em Vagos, suspendeu as aulas, após ter tido conhecimento de que uma aluna esteve em contacto com uma jovem infetada.

- Os Colégios Luso-Internacional do Porto, Nossa Senhora da Paz e Nossa Senhora de Lourdes, no Porto, suspenderam atividades por precaução.

Ensino Superior

- O Instituto Politécnico do Porto suspendeu todas as atividades letivas até dia 27 de Março, em todas as suas instalações distribuídas pelos 3 campus;

- As aulas da Faculdade de Medicina da Universidade do Porto estão suspensas e todos os seus estudantes estão interditados de circular no edifício do Hospital de São João. Também foram suspensas as atividades de formação -- aulas, estágios e visitas de estudo -- com a participação de profissionais do Centro Hospitalar Universitário de São João.

- As instalações partilhadas do Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar e da Faculdade de Farmácia da Universidade do Porto vão permanecer encerradas até 20 de março.

- A Cooperativa de Ensino Superior Politécnico e Universitário (CESPU) suspendeu todas as aulas nos seus estabelecimentos de ensino e encerrou a maior parte dos espaços, de forma preventiva.

- A Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, em Vila Real, decidiu suspender eventos e atividades desportivas da responsabilidade da academia, bem como as deslocações em serviço para países afetados pelo surto de Covid-19.

- Cerca de 90 estudantes da Universidade do Minho estão em quarentena profilática voluntária nas residências da academia em Braga, por terem estado em contacto com um aluno infetado com o novo coronavírus.

- A Universidade dos Açores (com polos em São Miguel, Terceira e Faial) decidiu na segunda-feira adiar por "tempo indeterminado ou cancelar" os "congressos, 'workshops', seminários ou outros eventos públicos científicos ou culturais" em espaços da instituição. A academia proibiu a entrada nas residências universitárias a qualquer pessoa que se desloque para o arquipélago proveniente de outros países e regiões sem que tenha cumprido um período de quarentena.

- O Instituto Politécnico de Viana do Castelo suspendeu a edição 2020 do evento Cimeira IPVC e adiou a feira do emprego, que decorria em simultâneo, no dia 18, e que previa a participação de mais de 10 mil visitantes.

- O Instituto de Estudos Superiores de Fafe fechou na segunda-feira as instalações e suspendeu atividades presenciais pelo menos por duas semanas, por razões preventivas, numa medida que abrange 900 alunos.

- A Universidade Nova de Lisboa suspendeu o ensino prático clínico de Medicina que leve alunos aos hospitais, bem como quaisquer eventos públicos não científicos no perímetro da universidade. A academia vai iniciar a substituição das aulas (teóricas e práticas), sempre que possível, por conteúdos 'e-learning' e minimizar as viagens ao estrangeiro.

- A Universidade Lusíada-Norte anunciou na segunda-feira que vai suspender até sexta-feira as aulas e o atendimento ao público no campus de Famalicão, e que no campus do Porto vai cancelar todas as atividades de extensão universitária.

- A Escola Superior de Saúde de Leiria vai suspender, a partir de terça-feira, os estágios clínicos de todos os cursos. Algumas instituições particulares de solidariedade social e câmaras municipais que recebem estes estagiários dos vários cursos de saúde também suspenderam a vertente de educação clínica.

- A Universidade de Évora decidiu adiar todos os eventos marcados para os espaços da academia, como debates ou conferências, até ao dia 22 deste mês.

- O Instituto Politécnico de Beja decidiu suspender todas as atividades além das letivas obrigatórias, bem como os eventos da sua iniciativa ou responsabilidade em locais fechados ou abertos ao público.

- A Universidade de Coimbra suspendeu na segunda-feira todas as atividades letivas presenciais, todos os eventos científicos, culturais e desportivos e as deslocações profissionais ou académicas no país e no estrangeiro. As cantinas vão "transitar para um serviço exclusivo de 'take-away'"

- A Universidade de Lisboa suspendeu na segunda-feira todas as atividades letivas presenciais e as atividades de grupo desenvolvidas nos seus museus e jardins botânicos (que se mantêm abertos ao público para visitantes individuais). As deslocações em serviço ou para estudo estão canceladas e as atividades físicas e desportivas realizadas no Estádio Universitário ou nas escolas da academia estão suspensas ou mantidas com restrições.

- O Egas Moniz - Cooperativa de Ensino Superior, em Almada, que integra o Instituto Universitário Egas Moniz e a Escola Superior de Saúde Egas Moniz, "como instituição de ensino na área da saúde, decidiu preventivamente e temporariamente suspender apenas as atividades letivas".

- O Instituto Superior Técnico, em Lisboa, suspendeu todas as aulas e outras atividades presenciais a partir de quarta-feira e até 27 de março.

- O Instituto Superior de Ciência Educativas Douro, sediado em Penafiel, decidiu suspender as aulas até 23 de março.

- A Universidade do Minho decretou a suspensão das atividades letivas presenciais em todos os polos, tanto em Braga como em Guimarães, depois de um aluno ter sido infetado. Os estudantes das residências Carlos Lloyd Braga e Santa Tecla "devem manter-se em quarentena profilática", sendo-lhes asseguradas as condições necessárias à sua permanência nas residências, como alimentação, cuidados de saúde e higiene.

- A Coimbra Business School decidiu hoje suspender as atividades letivas por tempo indeterminado para evitar a propagação do novo coronavírus.

- A Universidade da Beira Interior, sediada na Covilhã, suspendeu as aulas por tempo indeterminado;

- A Universidade Católica Portuguesa suspende as aulas presenciais a partir de quarta-feira, e durante duas semanas, nos centros regionais do Porto e de Braga.

- A reitoria da Universidade Lusófona, em Lisboa, decidiu hoje encerrar o estabelecimento de ensino.

- O Instituto Universitário de Ciências Psicológicas, Sociais e da Vida, em Lisboa, anunciou hoje a suspensão das atividades letivas presenciais.

- O Instituto Politécnico do Cávado e do Ave suspendeu até 20 de março toda a atividade letiva presencial, quer no campus em Barcelos, quer nos polos de Braga, Famalicão e Guimarães.

- A Associação Académica de Coimbra suspendeu convívios de estudantes e atividades desportivas e culturais e encerrou o Campo Santa Cruz.

- O Instituto Superior de Engenharia de Coimbra suspendeu hoje as atividades letivas presenciais e iniciativas como conferências e seminários nas suas instalações.

- A Escola Superior de Enfermagem de Lisboa suspendeu os ensino todos os Ensinos Clínicos/Estágios a decorrer, com efeito imediato.

- O Instituto de Administração e Gestão do Porto cancelou as aulas presenciais até 31 de março e todos os eventos foram adiados para junho.

- A Universidade de Évora encerra na próxima segunda-feira.

- O Instituto Politécnico de Braga suspende as aulas, substituindo-as por aulas online a partir de dia 16 de Março.

- O Intituto Politécnico de Lisboa deu autonomia às suas instituições para decidirem pelo encerramento/suspensão das aulas. Assim, as EscolasSuperiores de Comunicação Social, de Dança, de Educação, de Contabilidade e Administração, Engenharia e a de Teatro e Cinema declararam a suspensão das aulas esta quinta-feira.

- O Instituto Politécnico de Coimbra encerrou todas as atividades letivas por prazo indeterminado mas nunca inferior a 2 semanas.

- O Instituto Politécnico de Setúbal suspendeu todas as atividades até 25 de março.

- O Instituto Politécnico de Santarém decidiu pela suspensão de todas as aulas e estágios até 27 de março.

- O Instituto Politécnico da Guarda não defeniu prazo para a suspensão das aulas.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG