Surto de legionella em Vila do Conde já fez um morto

Um homem de 85 anos faleceu, de acordo com o Centro Hospitalar da Póvoa de Varzim/Vila do Conde.

O Centro Hospitalar da Póvoa de Varzim/Vila do Conde, no distrito do Porto, confirmou este domingo 17 casos de legionella, um das quais resultou em morte, um homem de 85 anos​​​​​​. Aquela unidade de saúde indicou ainda que todos os doentes são provenientes do concelho de Vila do Conde.

Segundo fonte daquele centro hospitalar, que reportava dados de sábado à noite, dois dos pacientes já tiveram alta e 12 estão internados, sendo transferidos dois outros.

Os 12 pacientes internados encontram-se no Hospital de Pedro Hispano, em Matosinhos, tal como foi confirmado à agência Lusa por fonte desse hospital, na sequência de notícias sobre um surto de legionella na zona da Póvoa de Varzim.

Em comunicado a propósito deste caso, o Município da Póvoa de Varzim referiu que o surto não teve origem na localidade e que "continuará a acompanhar de perto a evolução desta situação junto da Direção Geral da Saúde, de modo a apurar mais detalhes sobre o ocorrido".

A doença do legionário, provocada pela bactéria 'Legionella pneumophila', contrai-se por inalação de gotículas de vapor de água contaminada (aerossóis) de dimensões tão pequenas que transportam a bactéria para os pulmões, depositando-a nos alvéolos pulmonares.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG