Violência em bar de Cascais. PSP trava agressões com tiros de shot-gun

Um grupo de cerca de 20 pessoas provocou este domingo desacatos à porta do Boss Bar, na Parede, Cascais. Dois feridos ligeiros foram para o hospital.

Quando chegaram ao local, pelas 04.30 deste domingo, os agentes da PSP depararam com cerca de 20 pessoas envolvidas em agressões e uma vítima prostrada no solo. Fontes policiais que acompanharam a situação adiantaram ao DN que, "esgotados outros meios" para tentar parar a "batalha", os agentes recorreram às armas antimotim - as shotguns - para repor a ordem, o que foi conseguido.

Após ter feito um aviso verbal ao grupo de cerca de 20 pessoas para pôr termo às agressões sem que este tenha surtido efeito, a patrulha optou por fazer três disparos de shotgun para o ar, para dispersar o grupo.

Após esses disparos apenas uma pequena parte do grupo não acatou a ordem da PSP, que se decidiu então a fazer um quarto disparo, o qual provocou a fuga do grupo, adiantou ainda o porta-voz do Comando Metropolitano de Lisboa, comissário Figueiredo.

A PSP conseguiu identificar quatro intervenientes nos desacatos e uma testemunha. O comissário explicou que a polícia optou por não fazer detenções por não ser possível determinar no momento o envolvimento das quatro pessoas identificadas nas altercações: se eram agressores, vítimas ou ambos.

Na operação foi apreendida uma chave de rodas, usada para agressões nos desacatos.

O Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) foi chamado ao local, acabando por transportar ao hospital dois feridos, ainda que ligeiros.

De acordo com o comissário, ficará para a fase de inquérito apurar as motivações e as responsabilidades e restantes identidades dos envolvidos.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG