Detidas 136 pessoas por desobediência no 3.º período do estado de emergência

A partir das 00:00 de domingo, Portugal passa a estar em estado de calamidade, que se traduz na aplicação faseada de medidas de desconfinamento

A GNR e a PSP detiveram 136 pessoas por crime de desobediência e encerraram 278 estabelecimentos comerciais, no terceiro período de estado de emergência, até às 18:00 de sábado, anunciou o Governo.

O terceiro período do estado de emergência, devido à pandemia da covid-19, começou às 00:00 de 18 de abril e termina às 24:00 de sábado. A partir das 00:00 de domingo, Portugal passa a estar em estado de calamidade, que se traduz na aplicação faseada de medidas de desconfinamento.

Adicionalmente, durante um período de três dias, que termina no domingo, existem restrições nas deslocações, com as pessoas a não poderem sair do seu município de residência, salvo em situações excecionais devidamente comprovadas, como ir trabalhar ou prestar assistência.

Das pessoas detidas, 44 foram por desobediência à obrigação de confinamento obrigatório e 60 por desobediência ao dever geral de recolhimento domiciliário, refere o Ministério da Administração Interna num comunicado, assinalando 14 detenções por incumprimento do encerramento de instalações e estabelecimentos.

A nota à comunicação social assinala, ainda, 12 detenções por resistência e ou coação, uma por desobediência ao dever especial de confinamento e outra por desobediência às regras de funcionamento do comércio a retalho. Três pessoas foram detidas por incumprimento das regras de funcionamento na prestação de serviços.

O ministério regista também uma detenção por desobediência às restrições de circulação impostas entre sexta-feira e domingo.

Entre 18 de abril e sábado (até às 18:00) foram encerrados 278 estabelecimentos por incumprimento das normas estabelecidas.

De 22 de março a 02 de abril, durante o primeiro estado de emergência, foram detidas 108 pessoas por crime de desobediência e encerrados 1.708 estabelecimentos comerciais.

Entre 03 e 17 de abril, no segundo período do estado de emergência, PSP e GNR detiveram 184 pessoas por crime de desobediência e fecharam 432 estabelecimentos comerciais.

Em Portugal, morreram 1.023 pessoas das 25.190 confirmadas como infetadas por covid-19, e há 1.671 casos recuperados, de acordo com o mais recente balanço da Direção-Geral da Saúde, hoje divulgado.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG