PS e BE preparam-se para uma guerra que não terá vencedores

PSD e CDS passaram de 107 deputados para 82, aos quais provavelmente se juntaram mais dois (para o PSD) pelos círculos da emigração. Mesmo juntando a eleição dos deputados dos dois partidos estreantes - Iniciativa Liberal e Chega - a direita contará com pouco mais de 1/3 dos deputados no Parlamento.

Estes números apontam para uma vitória clara de quem há quatro anos promoveu um novo rumo para o país. Mas não está à vista uma repetição da geringonça.

A CDU perdeu cinco deputados e mais de 100 mil votos. O BE manteve os deputados mas perdeu mais de 50 mil votos. O PS terá pelo menos mais 20 deputados (provavelmente 22, com a emigração) e obtém mais cerca de 120 mil votos. Mas esta vitória do PS é um problema, por dois motivos.

Primeiro, o fraco desempenho do PCP, mas também do BE, retiram-lhes força na negociação e desincentiva-os ainda mais a chegar a acordos que já vinham sendo difíceis de alcançar no último ano e meio. Segundo, os resultados do PS não permitem procurar novos parceiros para uma maioria estável: os cinco deputados do PAN e do Livre não chegam para uma nova maioria no parlamento. Um acordo com o PSD, excepto num estado de excepção, seria um suicídio para os dois partidos.

António Costa utilizou a sua declaração de vitória para preparar o que se segue. Arrumou os elogios à geringonça no início da intervenção e passou o resto do tempo a repetir a palavra "estabilidade", engrossando a voz para avisar que quem não a permitisse seria responsabilizado por isso.

Jerónimo de Sousa já tinha deixado claro que pelo PCP não haverá acordo para quatro anos. Catarina Martins manteve aparentemente as portas em aberto, mas pôs como condição avanços substanciais em temas onde o PS não quis avançar há pouco meses (lei laboral, SNS, habitação). Há quem queira ver nisto uma possibilidade de geringonça a dois. Eu vejo dois partidos que se preparam para um jogo de passa-culpas de que nenhum sairá incólume.

*O autor escreve de acordo com o antigo Acordo Ortográfico

Exclusivos